ASSINE

Covid-19 no ES: quase 30 mil pessoas não voltaram para tomar 2ª dose da vacina

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, número representa cerca de 20% dos vacinados no Estado; público deve procurar serviço de saúde, mesmo que tenha perdido a data prevista

Publicado em 19/04/2021 às 21h09
Vacina Coronavac
Eficácia dos imunizantes só é garantida após a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Crédito: Carlos Alberto Silva

Quase 30 mil pessoas que tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Espírito Santo não retornaram para que fosse realizado o complemento da imunização. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) são exatamente 28.918 indivíduos que não tomaram a segunda dose do imunizante. 

O número, referente ao último levantamento da secretaria, foi contabilizado na última terça-feira (13), e equivale a cerca de 20% do total de vacinados, que já deveria ter tomado a segunda dose no Estado. O percentual foi observado pelo subsecretário Luiz Carlos Reblin, em coletiva de imprensa on-line realizada na tarde desta segunda-feira (19). Isso significa que de cada dez capixabas que tomaram a vacina e já deveriam ter tomado a segunda dose, dois estão com a imunização incompleta.

A importância da vacinação adequada é essencial para garantir a eficácia do imunizante; e quem perdeu a data de retorno prevista ou esqueceu de agendar a volta deve procurar o local em que tomou a primeira dose o mais rápido possível.

Luiz Carlos Reblin

Subsecretário de vigilância em saúde do Espírito Santo

"A gente precisa reforçar: é importante que a pessoa agende a segunda dose da vacina. Mesmo que não tenha tomado a dose no momento que estava programado, não deixe de buscar o serviço de saúde agora"

Na semana passada, em coletiva, o secretário Nésio Fernandes também destacou que a vacina é a principal medida de prevenção contra o novo coronavírus. "Sem elas, precisaremos conviver com um novo estilo de vida, com medidas e possibilidade de restrições a atividades sociais e econômicas", alertou. 

Como resultado da vacinação, a Sesa informou que já houve uma redução de 33% nos óbitos de idosos com mais de 80 anos de idade, desde o início de fevereiro, se comparado com o período da segunda fase de expansão da pandemia no Estado, compreendida entre outubro do ano passado e janeiro deste ano.

NÚMERO DE JOVENS INTERNADOS QUASE DOBRA

Na outra ponta do Plano Nacional de Imunização e protagonizando as aglomerações indevidas verificadas recentemente no Espírito Santo estão os jovens, de maneira geral – que já representam uma parcela significativa dos casos confirmados e das internações por Covid-19 na rede pública do Estado.

"Pessoas com 18 a 44 anos já representam de 15% a 16% do total de internações. Em outros momentos, esse número chegou a ser de 8% ou 9%. É um crescimento importante se comparado com o que existia antes, mas ainda não equivale ao verificado em outros Estados, onde eles representam cerca de 38% dos internados", esclareceu Nésio Fernandes.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes Pandemia Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.