ASSINE

Critérios para vacinar quem tem comorbidade serão definidos nesta semana no ES

A expectativa   da Secretaria de Estado da Saúde é de que as pessoas com comorbidades  sejam vacinadas no próximo mês. Confira a lista de doenças que podem ser consideradas, de acordo com o Plano Nacional de Imunização

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/04/2021 às 18h38
Vacina Coronavac
Vacinação com a Coronavac contra a Covid-19. Crédito: Carlos Alberto Silva

governo do Estado deve definir nesta semana os critérios da vacinação contra a Covid-19 para as pessoas com comorbidades. As medidas são discutidas por uma câmara técnica composta por membros dos municípios e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

O comportamento da pandemia e questões relacionadas à vacinação foram alguns dos assuntos apresentados nesta segunda-feira (19) durante coletiva on-line do secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, e o subsecretário de Vigilância, Luiz Carlos Reblin. 

"Já tem um caminho indicado e essa semana devemos pactuar esses critérios com os municípios. Mas já falamos: procure sempre para vacinar a unidade de saúde a qual você pertence. Ainda nesta semana, devemos encerrar a estruturação dos itens que serão comprobatórios da doença da condição de uma doença de base (comorbidade para vacina contra a Covid-19)", disse Reblin.

Nésio destaca que o governo do Estado reconhece como "legítima e justa qualquer solicitação de antecipação e vacinação por parte de qualquer categoria, grupo populacional, social, econômico".  Segundo ele, a disponibilidade de doses de imunizantes enviadas aos governos estaduais tem inviabilizado a aplicação das vacinas de forma ampliada.

"Na nossa previsão, o Estado já tinha anunciado que, caso comprasse vacinas, estaríamos avançando na imunização das forças de segurança e os professores. Como já estamos avançando nesses dois grupos, caso o governo estadual adquira vacinas, podemos contemplar outros grupos de atividades essenciais e população com comorbidades", reforçou o secretário.

Reblin informou que o Estado deve receber nesta semana, por parte do Ministério da Saúde, uma quantidade de doses da vacina contra o coronavírus menor do que o habitual. Por causa disso, a previsão de aplicação dos imunizantes nos capixabas com comorbidades ainda é incerta. A expectativa da Sesa é de que o trabalho seja iniciado no próximo mês.

"Se confirmarmos que esta semana vamos receber uma quantidade muito menor [de doses], as previsões ficam prejudicadas. Gostaríamos muito de iniciar, pelo menos, no começo de maio a vacinação das pessoas com comorbidade", enfatiza Reblin.

COMORBIDADES

O Plano Nacional de Imunização (PNI) estabelecido pelo governo federal estabelece uma lista de doenças de base que podem ser consideradas comorbidades para a vacinação contra a Covid-19. Confira:

  1. 01

    Diabetes melitus

    Qualquer indivíduo com diabetes.

  2. 02

    Pneumopatias crônicas graves

    Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática).

  3. 03

    Hipertensão arterial estágio 3

    PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade

  4. 04

    Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com LOA e/ou comorbidade

    PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo (LOA) e/ou comorbidade.

Dos 365.855 habitantes de Vitória, 44.898 foram contaminados pela Covid
Vírus Sars-CoV-2, causador da Covid-19. Crédito: Divulgação

DOENÇAS CARDIOVASCULARES

  1. 01

    Insuficiência cardíaca (IC)

    IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association.

  2. 02

    Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar

    Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária.

  3. 03

    Cardiopatia hipertensiva

    Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou 21 sistólica, lesões em outros órgãos-alvo).

  4. 04

    Síndromes coronarianas

    Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras).

  5. 05

    Valvopatias

    Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras).

  6. 06

    Miocardiopatias e Pericardiopatias

    Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática.

  7. 07

    Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas

    Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos.

  8. 08

    Arritmias cardíacas

    Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras).

  9. 09

    Cardiopatias congênita no adulto

    Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico.

  10. 10

    Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados

    Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência).

  11. 11

    Doença cerebrovascular

    Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular.

  12. 12

    Doença renal crônica

    Doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular < 60 ml/min/1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica.

  13. 13

    Imunossuprimidos

    Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; todos os indivíduos vivendo com HIV entre 18 e 59 anos de idade; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas.

  14. 14

    Anemia falciforme

    Anemia falciforme.

  15. 15

    Obesidade mórbida

    Índice de massa corpórea (IMC) ≥ 40.

  16. 16

    Síndrome de down

    Trissomia do cromossomo 21.

  17. 17

    Cirrose hepática

    Cirrose hepática Child-Pugh A, B ou C.

SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.