ASSINE

'Mulheres pagam com a vida', diz leitora após mais um feminicídio no ES

Professora Katia Ferreira, 49 anos, foi assassinada com um tiro na cabeça no domingo (11), e o marido, o cabo Márcio Borges Ferreira, é o principal suspeito. O casal tinha uma filha de 11 anos que assistiu à morte da mãe

Publicado em 15/04/2021 às 12h11
Professora Kátia Matos da Silva Ferreira, 49, foi assassinada pelo marido PM em Jardim da Penha, Vitória
Professora Kátia Matos da Silva Ferreira, 49, foi assassinada pelo marido PM em Jardim da Penha, Vitória. Crédito: Rede social

EDUCAÇÃO

Covid-19: professores de 50 a 59 anos serão os primeiros vacinados no ES (Cotidiano, 14/04). Glória a Deus! Precisamos estudar. Professores, vocês fazem toda a diferença na nossa vida, são importantes e precisamos de vocês. Sem vocês na sala de aula o Brasil não vai pra frente. Estou estudando em casa e não é a mesma coisa. (Jozi Paula Romanha)

Só aqui no Brasil mesmo, sendo que não está tendo aula presencial. Cadê a vacina para quem está se arriscando, como os motoristas de ônibus e os funcionários dos supermercados? (Nilda Cabral)

Galera, quando o mapa de risco mudar - quando sair do vermelho - nós, os professores, retornaremos para as escolas. É uma forma de garantir a nossa segurança. Abracem os professores, a profissão já é dura por si só, nunca foi fácil, e só está ainda pior. Estamos usando nossos equipamentos, nossa energia, nossa internet, ficando sem tempo para nossa família e coisas pessoais. Nossa casa virou uma extensão física da escola. Todos os alunos têm acesso ao nosso número de telefone, nosso e-mail, nossas redes sociais... e sim, a maioria de nós responde, atende, lê tudo, porque espera poder ajudar o máximo. Todo mundo merece ser vacinado. Todo mundo! Por mim, todos estaríamos vacinados, sem restrições. Mas não ataquem os professores. Esse ódio é gratuito e sem sentido. Professor também salva vidas: porque a ignorância mata! (Izabela Bassani)

Não estou entendendo mais nada. Onde entram os grupos prioritários hipertensos, asmáticos, gestantes e por aí vai? Esse governo está uma vergonha. Nada contra os professores, mas eles vão voltar a trabalhar e quem vai mandar os filhos para a escola? Os professores estarão imunes, mas as crianças não. Muito louco isso. (Scheila Avancine dos Santos)

FEMINICÍDIO

Dois anos após ser curada de câncer, Katia foi morta com tiro na cabeça (Todas Elas, 14/04). Como pode um ser matar uma mãe que tem uma filha para cuidar? Será que não pensa na dor da criança não? Esses homens se sentem donos das mulheres a ponto de decidir sobre a vida delas. (Joelma Santos)

O que será que está acontecendo com esses homens? São pais de família, a maioria sem passagem pela polícia, sem perfil de assassinos, e matam suas próprias companheiras, com ou sem filhos. Esse tipo de crime não tem classe social e está cada vez mais comum. É hora das nossas autoridades elaborarem leis que realmente possam inibir esses assassinos, medidas protetivas não dão conta. Meus sentimentos a tantas vítimas de uma sociedade machista e ignorante. (Eliane Salvador Callegario)

Infelizmente esse tipo de crime vem crescendo. Tem mulheres que esperam a mudança do marido, como quase nunca acontece elas que estão pagando com a própria vida. Triste isso. Diga não ao seu agressor, diga nunca mais. (Edilene Cecílio Silva)

PANDEMIA

ES relata que recebeu frascos com menos doses da vacina Coronavac (Cotidiano, 13/04). A pandemia em si tiraria a vida de milhares de pessoas, infelizmente. Porém a ignorância brasileira está potencializando ao máximo isso. Triste situação, mas previsível, uma vez que político consegue induzir pessoas a tomar remédio ineficaz, a não usar máscaras e não manter distanciamento social. (Carlos Eduardo Dassiê)

A gente poderia estar só com medo da Covid, como no resto do mundo. Mas no Brasil a gente também tem que ter medo do médico negacionista, do político oportunista e ainda conferir para ter certeza que tomou mesmo a vacina. (Humberto Luiz Toé)

DESPEDIDA

Quando a pandemia passar, o luto coletivo irá se abater sobre todos nós (Coluna Brunela Vincenzi, 14/04). Verdade. Já perdi meu pai, meu pastor e uma colega da igreja. Sem contar outras pessoas que só conheço de vista. E ainda posso perder mais gente, porque está tudo tão incerto. É muito triste tudo isso, só Deus pra ter misericórdia de nós. (Raquel ST)

Não podemos nos conformar com este vírus maldito continuando a matar as pessoas. Vamos nos unir para acabar com ele e dar a vitória a todos nós. Misericórdia, oremos pela nação. (Miriam dos Santos Silva)

DESESTATIZAÇÃO

Decreto de Bolsonaro inclui Correios em programa de privatização (Economia, 14/04). Os Correios são uma empresa estatal que tem como finalidade atender todo o Brasil. Em algumas cidades, os Correios dão muito lucro, enquanto em outras não, mas aí uma coisa compensa a outra e todo o Brasil é atendido, por um valor acessível. Se for privatizado, quem vai pagar a conta é você! Será praticamente impossível comprar e vender pela internet e pagar pouco pelo envio. Várias empresas privadas de entrega terceirizam e contratam os Correios para chegar nesses lugares onde não é interessante para uma empresa que visa ao lucro operar e onde os Correios oferecem o serviço pelo menor preço. Empresa privada só quer se instalar no Sul, Sudeste e em grandes cidades das outras regiões. Quem chega aos lugares mais remotos do Brasil sempre é a estatal. Vão cair no canto da sereia mais uma vez? (Raiaq Roos)

O escândalo do mensalão começou nos Correios e de lá pra cá sucatearam a empresa e o fundo de pensão dos funcionários, comprando títulos podres da dívida pública da Venezuela. As privatizações diminuem o gasto público e, assim, sobra mais dinheiro para a saúde pública, educação e segurança. (Paulo Lourenço )

Quando você tiver que enviar para um lugar onde outra empresa não chegue, lembre-se dos Correios. Quando os preços de envio forem muito maiores, lembre-se disso também. Privatização não é solução. (João Vitor Klippel)

A Privatização traz benefícios, melhora o atendimento, traz rapidez. E se o funcionário faz corpo mole ,troca-se, pois tem muitos precisando de emprego. (Claudia Soares)

Esses dias fui comprar um produto e apareceu a mensagem “produto indisponível para este endereço”. Sabe o que vai acontecer com a privatização dos correios? Algumas localidades não vai chegar mais nada por um preço que não seja absurdo. (Ronnei Oliveira)

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.