ASSINE

Governo do ES promete reajuste a servidores em 2022

O índice de aumento ainda será definido, conforme condições de pagamento do Estado. Correção será linear para o funcionalismo público

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 02/12/2021 às 19h20
Varanda do Palácio Anchieta foi incorporada durante a reforma feita por Jerônimo Monteiro
Palácio Anchieta, sede do governo do Estado: previsão de reajuste para os servidores no ano que vem. Crédito: Iara Diniz

Após três anos sem aumento, o governo do Estado promete reajuste salarial para os servidores do Executivo em 2022. O índice ainda não foi definido, porque depende de avaliação da capacidade financeira para efetuar o pagamento, mas é certo que será uma correção linear para o funcionalismo público. 

No último reajuste, em 2019, o índice aplicado foi de 3,5%. Em 2020 e 2021, os aumentos foram vetados devido à instituição da Lei Complementar 173/2020, que previa socorro financeiro aos Estados e municípios durante a pandemia da Covid-19 que, como contrapartida, ficaram proibidos de conceder reajustes e outros benefícios a servidores. 

Também foi por conta dessa legislação, conforme mostrou a colunista Letícia Gonçalves, que o governador Renato Casagrande (PSB) disse que não daria abono em 2021 para o funcionalismo, como a sucessão de benefícios dessa natureza concedidos por prefeituras. 

Agora, com a perspectiva do fim da vigência da proibição, o governo passa a analisar o aumento. Em nota, a Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger), diz que  "o governo do Estado concederá reajuste salarial linear para os servidores públicos do Executivo Estadual, em 2022. O percentual ainda será definido, levando em consideração a capacidade financeira do Estado."

A assessoria do órgão acrescentou que a proposta deverá ser enviada para a Assembleia Legislativa em fevereiro, quando os deputados retornam do recesso parlamentar. Até lá, a equipe técnica vai analisar as contas do Estado para definir as condições para o reajuste e de quanto poderá ser o aumento.  "A previsão é de que a análise do valor seja concluída em janeiro de 2022 e a proposta de reajuste encaminhada à Assembleia em fevereiro, quando a Casa retorna do período de recesso", reforça, na nota.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.