ASSINE

Casagrande e outras autoridades do ES lamentam morte de Bruno Covas

Governador do ES e outros políticos capixabas lamentaram a morte do prefeito da cidade de São Paulo, que faleceu na manhã deste domingo (16), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, vítima de câncer

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 16/05/2021 às 11h42
Bruno Covas prefeito de São Paulo faleceu neste domingo, vítima de câncer
Bruno Covas prefeito de São Paulo faleceu neste domingo, vítima de câncer. Crédito: Gilberto Marques

Autoridades e figuras políticas do Espírito Santo lamentaram nas redes sociais, neste domingo (16), a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). O tucano faleceu às 8h20 desta manhã, no Hospital Sírio-Libanês, vítima de um câncer na transição esôfago gástrica, com metástase no fígado e nos ossos. 

Covas estava licenciado da prefeitura desde o início de maio. Na sexta-feira (14), o quadro de saúde do político foi considerado irreversível pelos médicos. 

Neto de Mário Covas – que também foi prefeito da capital paulista e governador de estado – Bruno assumiu a prefeitura de São Paulo em 2018, quando o então prefeito João Dória (PSDB) deixou o cargo para concorrer ao governo. Em 2020, aposta do discurso centrista, foi reeleito com 59% dos votos no segundo turno que disputou contra Guilherme Boulos (PSOL).

O vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB), assume a prefeitura.

O governador do Estado, Renato Casagrande (PSB), lamentou a perda em seu Twitter. "Bruno Covas nos deixou um grande exemplo de luta e persistência. O Brasil perde hoje um político determinado e promissor. Que Deus conforte o coração de seus familiares e amigos. Vá em paz, Bruno", escreveu.

Historicamente de lados "opostos" no espectro político, o petista Helder Salomão, deputado federal, também lamentou a morte de Covas. "Toda solidariedade aos familiares e amigos, especialmente ao seu filho, Tomás", escreveu.

Evair de Melo (PP), deputado capixaba vice-líder do governo na Câmara, registrou que a luta de Covas foi "exemplo" para todos da vida pública.

Os senadores Marcos Do Val (Podemos), Fabiano Contarato (Rede) e Rose de Freitas (MDB) também se manifestaram. Do Val disse que o prefeito mostrou "bravura e destemor até o último instante' e Rose ressaltou o "jeito humilde" do tucano.

Já o redista Contarato, descreveu Covas como "uma liderança jovem e democrata que inspirava a boa política".

AUTORIDADES E ATORES POLÍTICOS LAMENTARAM NAS REDES SOCIAIS

O presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso (Republicanos), lamentou a notícia e ressaltou a luta travada por Covas para sobreviver. "Triste notícia na manhã deste domingo. Depois de travar bravamente uma luta contra o câncer, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, foi descansar nos braços do Pai Eterno. Fica o seu legado de força e fé. Que Deus conforte os familiares nesse momento de tristeza. Em oração!", escreveu.

O ex-governador Paulo Hartung (sem partido), também comentou a notícia. "É com o coração entristecido, que recebo a notícia da perda do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que enfrentou, bravamente, as adversidades que se apresentaram ao longo de sua jornada, sempre com força e otimismo", escreveu.

"Em um momento de carência de figuras políticas representativas, o país perde essa importante e jovem liderança. Meus mais sinceros sentimentos e solidariedade à família e aos amigos, em especial ao seu filho, Tomás", completou.

Correligionário de Covas, o ex-prefeito de Vila Velha Max Filho (PSDB) registrou em suas redes sociais que é a perda de "um grande amigo". ""Muito triste c/ a perda de Bruno Covas. Homem preparado; sólida formação jurídica, foi membro da Comissão de Justiça da Câmara. Santista, excelente amigo. Muito bem humorado. Vazio grande. SP perde seu grande prefeito. O país perde um gde homem público. Eu perco um querido amigo", escreveu.

Ex-prefeito de Vitória, Luciano Rezende (Cidadania) também usou o Twitter para se manifestar: "A morte de Bruno Covas é uma enorme perda e tristeza para São Paulo e para o Brasil! Um político decente, preparado e equilibrado… fará muita falta. Expresso meu sincero pesar aos familiares e amigos, pelo seu falecimento!".

Renato Casagrande São Paulo (SP) bruno covas câncer

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.