ASSINE

Câmara de Vila Velha adota sessões parcialmente presenciais

Vereadores que integram a Mesa Diretora da Câmara continuam indo à sede do Legislativo municipal. Mas no último dia 30 todos os 17 parlamentares, inclusive idosos, se reuniram no plenário

Publicado em 07/04/2020 às 13h01
Atualizado em 07/04/2020 às 13h01
Câmara de Vila Velha faculta ida dos vereadores à sessão, enquanto mesa diretora é obrigada a participar presencialmente
Câmara de Vila Velha faculta ida dos vereadores à sessão, enquanto Mesa Diretora é obrigada a participar presencialmente. Crédito: Divulgação

A Câmara Municipal de Vila Velha vai continuar recebendo parte de seus vereadores no plenário. O presidente da Casa, Ivan Carlini (DEM), prorrogou até o dia 21 de abril a suspensão parcial das atividades presenciais do Legislativo da cidade.

Dessa forma, as sessões continuam acontecendo presencialmente, mas é facultada a participação dos 14 parlamentares que não fazem parte da Mesa Diretora de ir até a sede da Câmara. Já os três parlamentares que compõem a Mesa precisam comparecer normalmente ao local. 

Na segunda-feira (6) a Câmara realizou sua primeira sessão com esse formato e contou com a participação de todos os vereadores. Na semana passada, no entanto, a sessão foi presencial e os 17 parlamentares, vários deles idosos, estavam juntos em plenário.

Os gabinetes dos vereadores também continuam abertos durante o período de pandemia do novo coronavírus.

A Casa limitou somente a dois por vez o número de servidores nos gabinetes. A entrada do público também foi restrita a um de cada vez. As medidas foram adotadas no último dia 18 de março e continuam valendo até 21 de abril.

Segundo Ivan Carlini, cada vereador é responsável por seus gabinetes e pode, se assim desejar, liberar seus assessores para que atuem de casa. A Câmara também não impede que vereadores possam acompanhar do plenário as sessões, mesmo que elas estejam disponibilizadas virtualmente.

A decisão de manter o atendimento presencial, ainda que limitado, foi tomada em conjunto com os outros parlamentares, de acordo com o presidente da Casa.

IDOSOS REUNIDOS

Na semana passada, o colunista de A Gazeta Vitor Vogas mostrou que a Câmara continuava realizando sessões presenciais, mesmo com a recomendação das autoridades de saúde para evitar aglomerações.

No último dia 30, os 17 vereadores participaram da sessão em plenário para votar projetos do Executivo. O próprio presidente, com 59 anos, é um dos que estão próximos a entrar no grupo de risco.

Além dele, o vereador PM Chico Siqueira (PSC) também é quase um idoso, com 59 anos de vida. Acima da casa dos 60 estão quatro parlamentares: Valdir do Restaurante (Avante), 62 anos; João Artem (PSB), 65; Zé do Renascer (PTC), 68; e Dona Arlete (PSL), 72.

Na sessão desta segunda, os vereadores aprovaram, por unanimidade, três projetos de autoria do prefeito Max Filho. Um deles concede 10% de gratificação aos profissionais efetivos do magistério, que estejam na ativa e possuam duas cadeiras de 25 horas na rede municipal; o segundo abre Crédito Adicional Especial no valor de R$ 9,5 milhões em favor do Fundo Municipal de Emergência da Defesa Civil (FUMDEC); e o terceiro R$ 1.630.000,00 para a compra de viaturas e equipamentos de proteção individual para agentes da Guarda Municipal.

Segundo Carlini, todas as sessões, a partir de agora, serão realizadas virtualmente, com a presença da Mesa Diretora em plenário.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.