ASSINE

Presos mais 2 suspeitos de matar adolescente em São Gabriel da Palha

Vitor Alvarenga Sperandio, de 13 anos, foi assassinado em 19 de julho deste ano. Além dos homens presos nesta segunda-feira (22), outro suspeito de envolvimento no caso se encontra detido

Colatina
Publicado em 23/11/2021 às 14h54

Polícia Civil prendeu, na tarde de segunda-feira (22), mais dois homens, de 22 e 26 anos, suspeitos de envolvimento no assassinato do adolescente Vitor Alvarenga Sperandio, de 13 anos, morto por engano na noite de 19 de julho deste ano em São Gabriel da Palha, na Região Noroeste do Estado. Com estas, já são três prisões envolvendo o caso: no último dia 12, um jovem de 24 anos foi preso também suspeito de participação no crime. Os nomes dos três não foram informados.

Rosa Soares Alvarenga com o filho, morto em São Gabriel da Palha
Rosa Soares Alvarenga com o filho Vitor, de 13 anos, morto por engano em São Gabriel da Palha. Crédito: Arquivo pessoal

Segundo a Polícia Civil, as prisões dos dois homens nesta segunda-feira foram realizadas no bairro Jardim Vitória, em São Gabriel da Palha, em cumprimento de mandados de prisão temporária. Os suspeitos foram identificados após as investigações da equipe da delegacia do município, que realiza diligências para apuração do crime.

O primeiro suspeito de participação no crime, um homem de 24 anos, foi preso no último dia 12 no Centro do município, em cumprimento de mandado de prisão temporária. Segundo o delegado Rafael Caliman, titular Delegacia de São Gabriel da Palha, foi por meio do depoimento dele que a polícia chegou aos outros dois homens.

“Informações prestadas por este detido e por uma testemunha nos deram novos elementos e acabaram estabelecendo uma ligação dos outros dois suspeitos ao fato. Representamos por suas prisões temporárias, o que foi acatado pela Justiça, e os mandados foram cumpridos”, relatou o titular.

Vitor Alvarenga Sperandio, de 13 anos, foi morto a tiros na noite de 19 de julho deste ano, no bairro Cachoeira da Onça, em São Gabriel da Palha. Investigações da Polícia Civil confirmaram que ele foi confundido com outra pessoa.

Os detidos não ofereceram resistência no momento da prisão, segundo a Polícia Civil, e foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Domingos do Norte. A corporação  informou que o caso segue sendo investigado.

“Os dois homens ficarão presos temporariamente por 30 dias inicialmente e, com a conclusão das investigações, essas prisões poderão ser convertidas em prisões preventivas, sem um prazo determinado de duração”, explicou Caliman.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.