ASSINE

Adolescente foi assassinado por engano em São Gabriel da Palha

Investigações da Polícia Civil apontam que Vitor Alvarenga Sperandio, de 14 anos, morto a tiros no bairro Cachoeira da Onça, foi confundido com outra pessoa. Nenhum suspeito foi preso

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 23/07/2021 às 18h09
Rosa Soares Alvarenga com o filho, morto em São Gabriel da Palha
Rosa Soares Alvarenga com o filho, morto em São Gabriel da Palha. Crédito: Arquivo Pessoal

Investigações da Polícia Civil apontam que Vitor Alvarenga Sperandio, de 14 anos, morto a tiros nesta segunda-feira (19) em São Gabriel da Palha, município que fica no Noroeste do Espírito Santo, foi confundido com outra pessoa. No dia do homicídio, uma mulher de 64 anos também foi atingida na mão por bala perdida. Até o momento, nenhum suspeito foi preso.

Nesta sexta-feira (23), as polícias Civil e Militar realizaram uma operação nos bairros Cachoeira da Onça, onde o adolescente foi morto, e Jardim Vitória, para levantar informações que possam auxiliar nas investigações. Segundo o titular da Delegacia de Polícia de São Gabriel da Palha, delegado Rafael Caliman, ao todo foram realizadas buscas em cinco imóveis.

“As investigações preliminares dão conta de que os suspeitos teriam atirado contra o adolescente, acreditando ser outra pessoa. Ao que parece, realmente o adolescente foi executado por engano”, explicou o delegado.

A polícia destacou que a população pode contribuir com informações através do Disque-Denúncia 181. A Polícia Civil também tem um site no qual é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas. A corporação garante que o anonimato é preservado e que todas as informações são investigadas.

Em entrevista à reportagem na última terça-feira (20), um dia após o crime, a mãe do adolescente disse que a família está despedaçada com a morte de Vitor. “Eu nem tenho forças para falar como está a família. A família está despedaçada, eu estou despedaçada, porque não temos segurança, a gente está em abandono, em todas as áreas. E com isso, meu pequeno foi embora, de 14 anos, amado por todos. A bandidagem vem e tira meu filho, confundindo ele com um vagabundo”, afirmou Rosa Soares Alvarenga.

RELEMBRE O CASO

Um adolescente de apenas 14 anos morreu após levar tiros de uma submetralhadora na noite desta segunda-feira (19), no bairro Cachoeira da Onça, em São Gabriel da Palha, no Norte do Espírito Santo. Além dele, uma idosa foi atingida na mão, por uma bala perdida. As informações iniciais foram passadas pela Polícia Civil.

Policiais encontraram mais de dez cápsulas dos tiros de submetralhadora dados em São Gabriel da Palha, na noite desta segunda-feira (19)
Policiais encontraram mais de dez cápsulas dos tiros de submetralhadora dados em São Gabriel da Palha, na noite desta segunda-feira (19). Crédito: Divulgação | Polícia Civil

Titular da delegacia municipal, o delegado Rafael Caliman esteve no local e afirmou que foram dados mais de 15 disparos. "Dois indivíduos em uma moto chegaram e atiraram contra o garoto. Não foi vítima de bala perdida. Talvez tenham confundido, porque ele era um menino bom e não tinha envolvimento com crime", disse.

Segundo apontado pela perícia, o adolescente levou, pelo menos, quatro tiros na cabeça, praticamente em frente da casa onde morava. O crime aconteceu por volta das 21h. O jovem chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo dele foi levado ao Serviço Médico Legal (SML) de Colatina.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.