ASSINE

Menina tem crise de choro na escola e diz que é abusada pelo padrasto no ES

Caso foi descoberto quando a estudante de 12 anos começou a chorar e, ao ser questionada pela professora, acabou contando que sofria abusos e ameaças

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 23/11/2021 às 12h03

Um homem de 36 anos foi preso em Muqui, no Sul do Espírito Santo, nesta segunda-feira (22), suspeito de ter abusado da enteada de 12 anos. O caso foi descoberto quando a menina começou a chorar na escola e, ao ser questionada pela professora, acabou contando que sofria abusos sexuais e ameaças do padrasto. 

Segundo informações da Delegacia de Muqui, a prisão aconteceu por meio de um mandado de prisão temporária e o homem foi autuado por estupro de vulnerável. De acordo com a polícia, a vítima disse na escola que os fatos ocorriam na casa da família, quando a mãe saía para trabalhar.

Viatura da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo
Viatura da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo. Crédito: Carlos Alberto Silva

A menina relatou à polícia como os abusos aconteciam. De acordo com o depoimento, o padrasto também chegou a exibir vídeos pornográficos para a enteada e ainda ameaçava fazer algo contra ela e a mãe, caso contasse para alguém.

Segundo a Polícia Civil, o homem negou as acusações na delegacia. Ele foi encaminhado para o presídio de Xuri, em Vila Velha. O Conselho Tutelar também acompanha o caso e as diligências vão prosseguir com a coleta de declarações de familiares e pessoas próximas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Polícia Civil Muqui Estupro de vulnerável

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.