ASSINE

PM promete força-tarefa para caçar autores de ataque em Planalto Serrano

Coronel Douglas Caus afirmou que, após tiroteios e ameaças a profissionais de imprensa, polícia fará mais abordagens e operações no bairro da Serra

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 02/03/2021 às 20h48
Comandante-geral da Polícia Militar, o coronel Douglas Caus falou sobre a ação de policiamento feita no Planalto Serrano, na Serra
Comandante-geral da Polícia Militar, o coronel Douglas Caus falou sobre a ação de policiamento feita no Planalto Serrano, na Serra. Crédito: Fernando Madeira

Diante do cenário de insegurança em Planalto Serrano, na Serra, causado pela guerra do tráfico de drogas na região e que teve registros de tiroteios durante a madrugada desta terça-feira (2), o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Douglas Caus, afirmou que a corporação terá um comportamento mais ostensivo de patrulhamento e combate ao crime no bairro. 

O comandante-geral salientou as ameaças a profissionais de imprensa, que aconteceram na manhã desta terça-feira (2) e citou que a prioridade é prender os homens que participaram da ação. Além disso, Caus explicou que a atuação da polícia acontecerá por meio de pontos de bloqueio, abordagens a veículos e intensificação do patrulhamento.

“Durante a semana, nós iremos fazer a saturação, pontos de bloqueio e abordagens, até nós prendermos esses indivíduos. A PM está focada em identificar esses indivíduos para conseguir mandados de busca e apreensão e através da Operação Sentinela fazer prisões qualificadas, apreensão de armas e drogas e principalmente prisão dos traficantes que estão em guerra nesse bairro pelo domínio territorial”, disse.

Imagem mostra os dois criminosos que ameaçaram profissionais da imprensa, incluindo a equipe da TV Gazeta, no bairro Planalto Serrano, na Serra, nesta terça-feira (2)
Imagem mostra os dois criminosos que ameaçaram profissionais da imprensa, incluindo a equipe da TV Gazeta, no bairro Planalto Serrano, na Serra, nesta terça-feira (2). Crédito: Reprodução | TV Gazeta

O comandante-geral também destacou que as operações serão intensificadas principalmente nos locais onde o tráfico de drogas promove disputas territoriais armadas. Caus salientou ainda que o setor de inteligência da Polícia Militar permanecerá no bairro para identificar os suspeitos responsáveis pelas ameaças aos profissionais de imprensa e que esse trabalho é feito em vários bairros da Serra.

"A Polícia Militar tem feito a intensificação das operações em todo o Estado. Nós, durante a semana, temos três operações nas quais fazemos diversos pontos de reforço policial, bloqueio e blitz. Isso já vem sendo feito pela Polícia Militar e em locais onde há uma disputa territorial, a PM faz uma intensificação. O sexto batalhão faz um trabalho aqui de saturação, não só nesse bairro, mas em centenas de bairros da Serra. Nós temos um planejamento, calçado nas zonas quentes, principalmente de homicídio e tráfico de drogas", finalizou.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Grande Vitória Serra Polícia Militar espírito santo planalto serrano serra tráfico de drogas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.