ASSINE

Motorista é solto no ES após Justiça reduzir fiança de R$ 50 mil

O técnico de imobilização ortopédica, Lucas Schneider, de 23 anos, é acusado de atropelar e matar o enfermeiro Luis Cláudio Ferreira da Silva, 62, no dia 29 de setembro; fiança foi reduzida para R$ 5 mil

Publicado em 21/10/2019 às 19h26
Lucas Schneider acusado de dirigir bêbado e matar motociclista . Crédito: Reprodução
Lucas Schneider acusado de dirigir bêbado e matar motociclista . Crédito: Reprodução

Depois de ter a fiança reduzida de R$ 50 mil para R$ 5 mil, o técnico de imobilização ortopédica, Lucas Schneider, de 23 anos, acusado de atropelar e matar o enfermeiro Luis Cláudio Ferreira da Silva, no dia 29 de setembro, deste ano, será liberado do presídio e vai responder em liberdade. Lucas dirigiu depois de ingerir bebida alcoólica e causou o acidente no bairro Jardim Guaranhus, em Vila Velha.

O advogado de defesa Helder Almeida informou que a defesa pediu a diminuição do valor da fiança. “Pedimos a redução da fiança assim que foi arbitrado o valor. O código de processo penal e o Tribunal de Justiça estabelecem que a impossibilidade do pagamento do acusado não pode mantê-lo preso”, disse.

Helder Almeida contou que foi comprovado que a família de Lucas e o acusado não tinham renda para a fiança no valor de R$ 50 mil. “Foi definida a soltura, a liberdade, mas nem ele nem os parentes tinham condições de pagar este valor. Juntamos o comprovante de renda dele e o juizado aprovou o pedido vendo que ele não teria condições de dar aquele valor”.

De acordo com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), Lucas ainda está no sistema prisional. Mas o advogado garantiu que Lucas será liberado ainda nesta segunda-feira (21). “O alvará de soltura já foi expedido. Só estamos aguardando que ele saia ainda hoje do presídio”, disse o advogado.

DECLARAÇÃO DA DEFESA

O advogado contou ainda que, assim que sair, Lucas terá que cumprir requisitos. “Ele vai aguardar os tramites processuais aqui fora, mas terá que seguir algumas regras como não sair entre 18h e 6h, permanecer na Grande Vitória, entre outros”.

Helder destacou ainda que Lucas confessou o crime. “Como defesa, cumprimos nosso papel em conseguir esse resultado dentro da situação. Mas é bom deixar claro que não significa que meu cliente não será punido. Ele confessou o crime, fez o teste de bafômetro e está colaborando com a Justiça”, finalizou.

O CASO

O técnico de imobilização ortopédica Lucas Schneider, 23 anos, foi autuado por homicídio culposo em flagrante, qualificado por embriaguez, depois de se envolver em acidente que matou um motociclista na manhã do domingo (29), em Jardim Guaranhuns, em Vila Velha. Ele fez o teste do bafômetro e deu positivo, segundo a Polícia Civil. Latinhas de cerveja foram encontradas no veículo que ele dirigia. O jovem tinha uma permissão para dirigir, que tem validade de um ano antes de a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ser efetivada e pode ser suspensa.

O carro bateu na motocicleta e depois em um poste, que caiu. Em depoimento à polícia, Lucas disse que saiu na noite de sábado (28) com um amigo mais três mulheres. Eles foram a um motel, em Vila Velha. O jovem relatou que bebeu no local e durante à noite teria ingerido duas latas de cerveja. Os cinco saíram do local às 7h de domingo dentro do mesmo carro, um Kia Sportage branco, que pertence ao pai de Lucas.

Eles seguiam em direção ao bairro Araçás onde deixariam uma das mulheres. Lucas afirma que ia atravessar a Rua 8 quando o motociclista atravessou e ele acabou batendo na moto. Depois, perdeu o controle do veículo e acertou o poste, que caiu. Após o acidente, contou que tentou chamar o Samu, mas foi hostilizado pela população. Uma senhora teria o levado até sua casa, de onde ela fez o chamado pelo socorro.

No entanto, a vítima, Luis Cláudio Ferreira da Silva, 62 anos, não resistiu aos ferimento e morreu no local. Em um vídeo feito por populares é possível ver ao menos uma latinha de cerveja dentro do carro e outras caídas embaixo do veículo.

Primeiro, Lucas foi levado ao Hospital Antônio Bezerra de Faria, também na cidade, para receber atendimento médico. Em seguida, foi encaminhado à Delegacia Regional de Vila Velha, onde fez o teste de embriaguez, que revelou que o jovem fez uso de bebida alcoólica, segundo a Polícia Civil. O resultado foi de 0,77 mg/L de álcool no sangue. Os outros ocupantes do veículo tiveram apenas ferimentos leves.

Ele foi autuado e encaminhado para o Centro de Triagem de Viana. Lucas já tem registro na polícia por dirigir sem habilitação, em outubro de 2015.

Latinha de cerveja estava dentro do carro envolvido no acidente. Crédito: Internauta
Latinha de cerveja estava dentro do carro envolvido no acidente. Crédito: Internauta

A Gazeta integra o

Saiba mais
acidente atropelamento crime vila velha

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.