ASSINE

Menor diz a PMs que participou de furto dentro do quartel em Vitória

Confissão teria sido dada após o menor ser apreendido com drogas em Bela Aurora, Cariacica. A Polícia Militar, no entanto, diz que caso ainda é investigado

Vitória
Publicado em 03/12/2020 às 20h54
Carro da Polícia Militar em frente ao Quartel General da PM
Furto ao Quartel da PM aconteceu no dia 7 de novembro. Crédito: Carlos Alberto Silva - Arquivo

Um adolescente de 16 anos foi apreendido pela Polícia Militar no bairro Bela Aurora, em Cariacica, na tarde desta quinta-feira (3). De acordo com a PM, durante a abordagem o menor relatou ter um suposto envolvimento no furto ao Quartel da Polícia Militar, em Maruípe, Vitória, que aconteceu no dia 7 de novembro

A polícia informou que os materiais furtados na ocasião - um GPS, um radiocomunicador HT, um rádio HT aeronáutico, duas bases e fontes carregadoras, um rádio HT analógico que não funciona e dois tablets - não estavam com o adolescente no momento da apreensão.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, os agentes realizavam patrulhamento no bairro quando viram o adolescente, que teria demonstrado nervosismo com a presença dos militares. O jovem foi abordado e, com ele, foram encontrados R$35 em espécie, dinheiro que o adolescente afirmou ser fruto da venda de drogas.

A PM informou ainda que o adolescente levou os militares até uma linha férrea, onde desenterrou uma sacola com 24 pedras de crack e uma bucha de maconha. O menor e o material apreendido foram levados para a Delegacia Regional de Cariacica.

O FURTO AO QUARTEL

Equipamentos de comunicação do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer), vinculado à Casa Militar do governo estadual, foram furtados na madrugada do dia 07 de novembro, dentro de um hangar que fica no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar (QCG-PM), em Maruípe, Vitória.

Na noite em que os fatos aconteceram, um terceiro sargento estava de plantão. No Boletim Unificado - que fez o registro da ocorrência -, há duas descrições sobre a cronologia dos fatos, com diferenças de horários. Mas, em ambas, o militar passa pelo menos cinco horas e trinta minutos dentro do alojamento e é neste intervalo de tempo que o furto ocorre. Foram levados da sala de operações do Notaer 1 GPS, 1 radiocomunicador HT, 1 rádio HT aeronáutico, 2 bases e fontes carregadoras, 1 rádio HT analógico que não funciona e 2 tablets da marca Apple (iPad).

O furto, segundo a descrição do boletim a que a reportagem teve acesso, teria sido praticado por um homem, na faixa dos 30 a 40 anos, negro, com 1,70 de altura. Pelo videomonitoramento, foi constatado que ele entrou no local às 2h16 do sábado, trajando uma jaqueta preta e uma bermuda verde e preta.

Ao entrar, seguiu para a sala de operações e outros ambientes do hangar, de onde levou o material. Permaneceu no local por 23 minutos para realizar os furtos e saiu, segundo o registro do monitoramento, às 2h39. O sargento, no boletim, informa que logo após constatar o furto, acionou o superior e o registro da ocorrência foi feito. A Polícia Civil também realizou perícia no local.

OPERAÇÃO POLICIAL RECUPEROU UM TABLET

Por nota, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) confirma o furto ocorrido na madrugada do dia 7 nas instalações do Notaer. Informa que a perícia da Polícia Civil esteve no local na manhã do dia 7, “procedendo todos os levantamentos necessários na identificação do criminoso, contando inclusive, com a análise das imagens do circuito de monitoramento."

A Sesp diz também que foi realizada operação nas imediações de Maruípe, sendo recuperado um iPad. “A Polícia Militar (PMES) e a Polícia Civil (PCES) estão trabalhando para recuperação dos demais produtos e para atribuir a devida responsabilização ao autor e outros possíveis envolvidos no furto."

Na nota, a secretaria solicita ainda que “a população em geral que, sabendo de qualquer informação sobre o autor do furto ou a localização dos objetos, que ligue para Disque Denúncia 181 ou procure uma unidade da PMES ou PCES."

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.