ASSINE

Mais um suspeito envolvido em tiroteio que matou criança em Vila Velha é preso

Foram identificados sete autores do tiroteio: um já havia sido detido, o segundo foi preso nesta quarta-feira (21) e outros cinco estão foragidos. Disparos resultaram na morte de Jhonatan Pereira dos Santos, 5, que brincava na porta da casa com a babá

Publicado em 22/07/2021 às 12h48
Vila Velha
Jhonatan Pereira dos Santos de 5 anos brincava na porta da casa da babá. Ele foi atingido na cabeça e morreu. Crédito: Arquivo pessoal

Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (21) mais um suspeito de participação no tiroteio que matou um menino de 5 anos em Zumbi dos PalmaresVila Velha. O crime aconteceu no dia 20 de junho deste ano. Na manhã desta quinta-feira (22), a PC concedeu uma coletiva para explicar detalhes sobre a prisão. 

"Ele foi preso na residência dele, não resistiu à prisão e alega que não teve participação no crime, assim como o outro rapaz que já havia sido preso", disse o delegado adjunto da DHPP de Vila Velha, Alan de Andrade.

A prisão aconteceu durante a operação deflagrada para cumprir sete mandados de prisão e nove de busca e apreensão em Vila Velha — os alvos eram os suspeitos de participação no tiroteio. O suspeito de 20 anos foi localizado em casa por policiais da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vila Velha e agentes da Guarda Municipal.

No dia do tiroteio, Jhonatan Pereira dos Santos, de 5 anos, brincava na porta da casa com a babá. Ele foi atingido por um disparo e socorrido para o Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, em Vitória, em estado gravíssimo. Dias depois, o menino não resistiu.

Além do homem, outro suspeito foi preso em 25 de junho deste ano. Os dois possuíam mandado de prisão temporária em aberto por envolvimento no tiroteio que resultou na morte da criança.

De acordo com o delegado Alan Andrade da DHPP de Vila Velha, o alvo dos disparos no dia do tiroteio seria um homem conhecido como Charles. Ele estaria traficando drogas na escadaria e os criminosos teriam feito uma emboscada cercando o local para matá-lo. A mulher e o menino estavam próximos à escadaria no momento dos disparos e foram atingidos.

Ao todo, foram identificados sete autores do tiroteio. Desses, dois foram presos e outros cinco estão foragidos. As investigações da Polícia Civil prosseguem para prender os demais envolvidos, inclusive o líder da facção que domina a região de Primeiro de Maio, e que a polícia já tem conhecimento de que ele estaria comandando o tráfico no bairro mesmo estando no Rio de Janeiro. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.