ASSINE

Jovens colocam vidas em risco no ES e postam vídeos no YouTube

Polícia Rodoviária Federal flagrou, na BR 101,  três adolescentes e um rapaz de 22 anos se jogando na frente de caminhões em uma brincadeira conhecida como "quebradinha de asa". Eles foram levados até o local por um servidor da Prefeitura de Cachoeiro

Publicado em 21/06/2020 às 18h25
Atualizado em 22/06/2020 às 19h05
Um grupo de adolescentes estavam
Um grupo de adolescentes estavam "brincando" de desviar de caminhões na BR 101 neste domingo (21). Crédito: Reprodução/PRF

Polícia Rodoviária Federal apreendeu, neste domingo (20), três adolescentes e deteve um rapaz de 22 anos. O grupo estava "brincando" de desviar de caminhões na BR 101, na altura do quilômetro 415, em Itapemirim, no Sul do Estado. De acordo com a PRF, o pai de um dos envolvidos, que é motorista da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, utilizou um carro oficial da prefeitura para levá-los ao local.

A PRF informou que recebeu denúncias de que adolescentes estariam entrando na frente de caminhões em alta velocidade na estrada e desviando dos veículos. Segundo a polícia, eram três menores, sendo dois de 15 anos e um de 16, acompanhados de um jovem maior de idade, de 22 anos.

Segundo o chefe da Delegacia da PRF de Guarapari, Sergio Costa, no momento em que a equipe chegou ao local, um caminhão quase colidiu com outro veículo na contramão ao desviar dos jovens.

"Fomos procurados por usuários da rodovia, no Posto de Safra, no município de Itapemirim, dando conta de que algumas crianças estariam se jogando na frente dos caminhões. No local, haviam adolescentes na pista e, inclusive, um caminhão teve que desviar e quase colidiu na contramão quando a equipe chegou", revelou Costa.

Um pouco mais à frente do local onde os adolescentes estavam, a PRF encontrou um carro oficial da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim. O ocupante do carro se identificou como pai do rapaz maior de idade e estava acompanhado ainda de mais dois menores, um de 5 e outro de 10 anos.

Sergio Costa confirmou que o condutor do veículo é motorista da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim e que não poderia usar o carro para motivos pessoais. 

"Ele estava apropriando-se do bem público para uso pessoal. O Secretário de Transportes de Cachoeiro esteve aqui e informou que ele era servidor público e auxiliava na manutenção dos veículos do município, mas essa liberação não permitia que utilizasse o veículo para uso pessoal", disse.

Ainda de acordo com Sergio Costa, o jovem de 22 anos que acompanhava os adolescentes possuía vários vídeos com a mesma prática em diversos locais e rodovias. O jovem ainda confirmou que possui um canal no YouTube no qual posta os vídeos com a "brincadeira".

"QUEBRADINHA DE ASA"

"Achamos dezenas de vídeos (veja abaixo) nos celulares de todos mostrando a prática em diversos lugares. Conversando com todos, descobrimos que essas práticas estão inseridas em um contexto maior. O maior de 22 anos informou que tem um canal no YouTube que estimula essa prática chamada 'quebradinha de asa', que é pular em frente aos caminhões", afirmou.

O chefe da delegacia ainda afirmou que a prática configura crime por expôr a vida de terceiros a riscos e pediu que os pais impeçam seus filhos de cometer essa prática.

O QUE DIZ A PREFEITURA DE CACHOEIRO

Por meio de nota, a Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim informou que o servidor público envolvido na ocorrência irá responder processo administrativo por uso indevido do veículo.

A Polícia Rodoviária Federal Informou que os envolvidos foram encaminhados ao Posto de Safra da PRF e serão levados à Delegacia de Polícia de Cachoeiro de Itapemirim.

Nesta segunda-feira (22), a Polícia Civil informou que os dois maiores de idade envolvidos foram conduzidos à Delegacia Regional de Itapemirim, onde assinaram Termo Circunstanciado pelo crime previsto no artigo 132 do Código Penal, que consiste em expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente.

De acordo com a polícia, ambos foram liberados para responder em liberdade, após assumir o compromisso de comparecer em juízo.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.