ASSINE

Homem é preso em flagrante após ferir cachorro com faca em São Mateus

Após denúncia contra o suspeito por maus-tratos contra cães, policiais militares constataram, na tarde desta segunda-feira (26), que um dos cachorros apresentava um corte perto do focinho. "Russo" foi tratado por um veterinário e o dono dele foi preso

Publicado em 27/10/2020 às 12h39
Atualizado em 27/10/2020 às 14h03
São Mateus
O cão foi socorrido com um corte na região do focinho, em São Mateus. Crédito: Divulgação

Mais um caso de polícia envolvendo maus-tratos contra animais e novamente em uma cidade no Norte do Espírito Santo. Um homem identificado como Max dos Santos Machado, de 34 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira (26) por agredir e ferir um dos cachorros no quintal da própria casa, localizada no bairro Sernamby, em São Mateus.

Segundo a Polícia Militar, houve uma denúncia seguida de um acionamento para uma ocorrência de maus-tratos na cidade. Policiais contactaram o proprietário, indicado como autor do fato, e avistaram dois cachorros magros correndo pelo quintal. Ao observar um dos cães, foi percebido um ferimento próximo ao focinho, além de outros pequenos cortes em outras partes do corpo do animal. Ao ser questionado, o homem negou ser autor dos ferimentos, mas não soube dizer a origem deles.

DENÚNCIAS

A ONG Vipa, que faz o atendimento e cuidado de cães e gatos em São Mateus, informou que recebeu a denúncia de maus-tratos por uma rede social. Uma viatura da Polícia Militar Ambiental foi até a residência e no local foi constatada a agressão, praticada pelo próprio dono do cachorro.

São Mateus
O cachorro recebeu tratamento em uma clínica veterinária e o corte foi fechado com pontos. Crédito: Divulgação

Após ser levado para a 18ª Delegacia Regional com o agressor, o cachorro foi encaminhado para uma clínica veterinária, onde recebeu tratamento para os ferimentos, medicação e alimentação. Devido às agressões, o cão estava nervoso e assustado, sendo necessária a sedação para que o veterinário iniciasse os procedimentos e fechasse o corte com pontos.

No laudo feito pelo veterinário que atendeu o animal, fica indicado que o cão sofreu um trauma (corte) realizado por objeto corto-contundente (faca). Além disso, os sinais de infecção da lesão demonstraram omissão por parte do tutor quanto ao tratamento, assim como os sinais de desidratação, entre outros indicativos de maus-tratos.

Com os maus-tratos confirmados, o animal agora está sob a tutela da ong e até já recebeu nome: Russo. O "caramelo" ficará na sede da instituição até que seja encontrado um novo lar para o bicho. Após os procedimentos iniciais, o cão seguirá recebendo antibiótico, anti-inflamatórios e analgésico. Nesta terça (27), Russo já interagia normalmente de acordo com o veterinário que o atendeu.

Já o agressor, após depor na delegacia, foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de São Mateus ainda nesta segunda-feira. A informação foi confirmada pela Polícia Civil e também a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus). No CDP, Max passará por uma audiência de custódia, ainda sem previsão para ocorrer.

São Mateus
Além do corte, o animal estava muito magro quando localizado pelos policiais. Crédito: Divulgação

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o homem preso foi autuado em flagrante pelo crime de maus-tratos. Vale destacar que a lei 1.095/2019 passou por alteração nos últimos meses e a pena pode variar entre dois a cinco anos de prisão, não cabendo fiança.

MAIS CASOS

Nas últimas semanas, algumas cidades do Espírito Santo tem sido palco de crimes semelhantes. Em uma delas, em Jaguaré, também no Norte do Estado, um jovem amarrou um cachorro pelo pescoço com uma corda de varal e o arrastou por diversas ruas. O animal até chegou a correr por alguns metros, como registrado por câmeras instaladas nos locais que o carro circulou, porém, acabou morrendo pouco depois.

Outro caso marcante de maus-tratos contra cães ocorreu em um hotelzinho na cidade de Vila Velha. Câmeras do local registraram o momento em que o funcionário responsável por cuidar dos bichos segura um cachorrinho da raça Pinscher pelo pescoço e o sacode violentamente. O mesmo homem aparece em outras filmagens atirando objetos contra outro cachorro.

São Mateus
Russo, como foi batizado, ficará sob os cuidados da ong Vipa, até encontrar um novo lar. Crédito: Divulgação

Com a colaboração de Rosi Bredofw, da TV Gazeta Norte

Polícia Civil São Mateus Polícia Militar cachorro crime são mateus ES Norte Maus tratos

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.