ASSINE

Homem autuado por ferir cachorro com faca deixa a prisão em São Mateus

A audiência de custódia de Max dos Santos Machado, de 34 anos, foi realizada na tarde desta terça-feira (27). Homem foi preso em flagrante após a Polícia Militar receber denúncias por maus-tratos de animais

Linhares / Rede Gazeta
Publicado em 27/10/2020 às 17h57
Atualizado em 27/10/2020 às 23h06
São Mateus
Além do corte, o animal estava muito magro quando localizado pelos policiais. Crédito: Divulgação

homem preso em flagrante após ferir um cachorro com faca em São Mateus, no Norte do Espírito Santo, já está em liberdade. A audiência de custódia de Max dos Santos Machado, de 34 anos, foi realizada na tarde desta terça-feira (27). O juiz Alcenir José Demo analisou as provas e concedeu liberdade provisória para o suspeito, mediante o cumprimento de algumas condições.

De acordo com a decisão proferida pelo juiz, o acusado está proibido de sair da cidade onde mora e deve comparecer a todos os atos do processo. Max também está proibido de frequentar bares, boates e assemelhados. Além disso, o acusado deve manter recolhimento domiciliar de 20h às 6h e está impedido de manter animal doméstico sob seus cuidados.

Ainda segundo a decisão judicial, durante o período de restrições sanitárias e de locomoção em razão da pandemia do coronavírus, o autuado deverá limitar-se a sair de casa apenas em caso de necessidade real, como em horário de trabalho, para necessidades básicas ou atendimento médico.

Max dos Santos Machado, de 34 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira (26) por agredir e ferir um dos cachorros no quintal da própria casa, localizada no bairro Sernamby, em São Mateus.

Segundo a Polícia Militar, houve uma denúncia seguida de um acionamento para uma ocorrência de maus-tratos na cidade. Policiais contactaram o proprietário, indicado como autor do fato, e avistaram dois cachorros magros correndo pelo quintal. Ao observar um dos cães, foi percebido um ferimento próximo ao focinho, além de outros pequenos cortes em outras partes do corpo do animal. Ao ser questionado, o homem negou ser autor dos ferimentos, mas não soube dizer a origem deles.

São Mateus
O cão foi socorrido com um corte na região do focinho, em São Mateus. Crédito: Divulgação

A ONG Vipa, que faz o atendimento e cuidado de cães e gatos em São Mateus, informou que recebeu a denúncia de maus-tratos por uma rede social. Uma viatura da Polícia Militar Ambiental foi até a residência e no local foi constatada a agressão, praticada pelo próprio dono do cachorro.

Após ser levado para a 18ª Delegacia Regional com o agressor, o cachorro foi encaminhado para uma clínica veterinária, onde recebeu tratamento para os ferimentos, medicação e alimentação. Devido às agressões, o cão estava nervoso e assustado, sendo necessária a sedação para que o veterinário iniciasse os procedimentos e fechasse o corte com pontos.

No laudo feito pelo veterinário que atendeu o animal, fica indicado que o cão sofreu um trauma (corte) realizado por objeto corto-contundente (faca). Além disso, os sinais de infecção da lesão demonstraram omissão por parte do tutor quanto ao tratamento, assim como os sinais de desidratação, entre outros indicativos de maus-tratos.

De acordo com a Polícia Civil na manhã desta terça-feira, após depor na delegacia, o suspeito havia sido encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de São Mateus nesta segunda-feira. A polícia informou ainda que o homem foi autuado em flagrante pelo crime de maus-tratos.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.