ASSINE

Crime em Itapuã: especialista em religião nega "ritual satânico" no local

Para o professor de Ciências da Religião da Ufes, Edebrande Cavalieri, as imagens remontam a um cenário apocalíptico, mas não é correto dizer que remete a “ritual satânico”

Publicado em 04/08/2021 às 23h10
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

O especialista em religião Edebrande Cavalieri discordou que os símbolos encontrados no apartamento onde o médico Paulo de Oliveira Cesar, de 68 anos, que também era pastor, e a esposa dele, Raquel Heringer Cesar, de 61, foram encontrados mortos, nesta quarta-feira (4), fizessem parte de um ritual satânico. Para Edebrande, que é professor de Ciências da Religião na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), as imagens remontam a um cenário apocalíptico.

No apartamento da família, foram encontrados diversos símbolos como números, cruzes invertidas e frases de cunho religioso pintadas pelas paredes e portas. Segundo a polícia, o filho do casal, Guilherme Hering Cesar, 22 anos, matou os pais a facadas dentro do apartamento e depois tirou a própria vida. Familiares disseram que o jovem estava em tratamento psiquiátrico.

O professor Edebrande Cavalieri explicou, em entrevista ao G1 Espírito Santo, que não é correto dizer que os símbolos remetem a um “ritual satânico”. "É um quadro de horror, repleto de símbolos notadamente cristãos e religiosos. Imagens de origem apocalíptica, isso é, ‘o mundo está acabando, o diabo já chegou, o juízo está sendo feito’, um cenário de juízo final e desfecho", disse.

O tempo que pode ter levado para construir a cena e o contexto religioso da família, em sua análise, apontam para um quadro que merece ser estudado profundamente.

"Como cientista da religião, acredito que merece um estudo aprofundado. Não dá para sair por aí traçando um juízo a respeito do que foi realizado, é banalizar dizer que foi um ritual satânico ou algo assim. A casa da tragédia conta uma história e, minha interpretação, ele estava tendo uma atitude de ‘não há mais tempo, então vamos nos livrar’ e ele faz isso levando o pai, a mãe e a si próprio”, pontuou.

Frases e símbolos: imagens mostram cenário de crime em Vila Velha

Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Crime em família: imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Crime em família: imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Crime em família: imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Crime em família: imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Crime em família: imagens mostram cenas de ritual satânico em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha. Reprodução / TV Gazeta
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha
Imagens mostram cenário de crime em Vila Velha

A cena encontrada pela polícia, na avaliação da psiquiatra Letícia Mameri, que também concedeu entrevista ao site G1 ES, aponta para um possível surto psicótico, casos comuns em pacientes que convivem com transtornos psiquiátricos, como bipolaridade em grau severo ou esquizofrenia, e que também podem ser motivados pelo uso de drogas.

“Pelo que eu vi, fica nítido que temos um quadro de, no mínimo, delírio. O mais provável é um surto psicótico. A pessoa tem uma alteração na forma de pensar e que, muitas vezes, está relacionada a parte mística, que é o que parece ter ali”, explicou.

A médica relatou que esses surtos podem ser desencadeados por diferentes gatilhos. Alguns simples como falta de sono, alimentação desequilibrada e sedentarismo e outros mais maiores, como uso de drogas e do contexto social da pandemia. Mameri destacou a imagem em que aparece a página de uma bíblia com os dizeres “ele me obrigou”.

“Quando ele coloca “ele me obrigou” parece muito um quadro de alucinação. Quando a pessoa ouve vozes, ou vê pessoas, é comum em surtos psicóticos como em casos de esquizofrenia. Eu não posso cravar o que ele tinha, porque não era a profissional que acompanhava o caso. Mas, do ponto de vista psiquiátrico, não é nada que nunca tenha sido visto antes”, disse.

O CRIME

Paulo Oliveira Cesar foi encontrado morto junto com a esposa, Raquel Heringer Cesar, no apartamento da família em Itapuã, no município de Vila Velha, na manhã desta quarta-feira (4). Segundo a polícia, o crime foi cometido pelo filho do casal, Guilherme Heringer Cesar, 22 anos, que depois tirou a própria vida.

Por volta das 4h30 da madrugada, a Polícia Civil foi acionada para um encontro de cadáver na Baía de Vitória. Ao encontrarem o veículo do estudante de Medicina, pela placa, os policiais identificaram a residência de Guilherme. Durante a manhã, equipes foram até o apartamento e encontraram os corpos do casal em cômodos diferentes. Paulo estava caído no banheiro, enquanto Raquel foi localizada sobre uma cama. Ambos foram executados a facadas.

Guilherme Heringer Cesar é suspeito de matar os pais e depois tirar a própria vida em Vila Velha
Guilherme Heringer Cesar é suspeito de matar os pais e depois tirar a própria vida em Vila Velha. Crédito: Reprodução | Instagram @guiheringerc | TV Gazeta

A reportagem da TV Gazeta apurou que a polícia ficou cerca de duas horas fazendo a perícia no apartamento. De acordo com a perícia, a mãe foi encontrada na cama. Ela levou as primeiras facadas enquanto dormia. Já o pai tentou correr para o banheiro, mas também levou várias facadas e morreu.

Depois de cometer o crime, Guilherme ligou para um parente, contou o que fez e disse que tiraria a própria vida. Ainda segundo a polícia, a faca utilizada no crime e um computador do estudante foram apreendidos. Uma irmã de Guilherme, que mora no Canadá, está a caminho do Brasil após ser informada sobre o crime brutal cometido pelo irmão.

Na tarde desta quarta-feira (4), um familiar falou com a reportagem que Guilherme estava passando por sérios distúrbios mentais nesta pandemia e em tratamento com profissionais qualificados. A familiar pediu ainda para que todos respeitem esse momento de dor que estão vivendo.

*Com informações de Ana Clara Morais, G1 ES

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.