ASSINE

Adolescente é suspeito de ser autor de tiro que matou menino de 2 anos no ES

A criança foi baleada enquanto o suspeito, de 17 anos, discutia por causa de um chapéu com um homem perto da casa da vítima, em São Gabriel da Palha

Colatina
Publicado em 15/12/2020 às 11h20
Atualizado em 15/12/2020 às 11h20
Matheus foi baleado quando brincava no quintal de Casa, em Sâo Gabriel da Palha
Matheus foi baleado quando brincava no quintal de casa, em Sâo Gabriel da Palha . Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Um adolescente de 17 anos é o suspeito de fazer o disparo que resultou na morte do pequeno Matheus Rodrigues de Almeida, de apenas 2 anos de idade, em São Gabriel da Palha, Noroeste do Espírito Santo, no último domingo (13). Até o momento, o menor ainda não foi apreendido. A informação sobre o suspeito foi confirmada à reportagem de A Gazeta pelo delegado responsável pelas investigações do caso, Rafael Caliman.

O menino foi atingido por uma bala perdida na cabeça enquanto brincava no quintal de casa no bairro Gustavo Boni, na manhã deste domingo. Matheus foi levado para um hospital no município. Em estado grave, a vítima precisou ser encaminhada para Vitória, mas não resistiu e morreu a caminho do hospital.

Matheus Rodriges de Almeida morreu enquanto era transferido para Vitória. Ele foi baleado enquanto brincava no quintal em São Gabriel da Palha. Dois homens discutiam por um chapéu
Matheus Rodriges de Almeida morreu enquanto era transferido para Vitória . Crédito: Acervo Familiar

O caso ainda é investigado na Delegacia de Polícia de São Gabriel da Palha e depoimentos de testemunhas estão sendo coletados. O pai do suspeito foi um dos ouvidos. A polícia ainda pretende ouvir outros familiares do adolescente para chegar na possível localização dele. 

De acordo com a Polícia Militar, no dia do caso, moradores tentaram segurar o suspeito até a chegada da PM, mas ele conseguiu fugir em um Fiat Uno branco. Ele foi procurado, mas até o momento não foi encontrado.

O delegado explicou ainda que pretende encaminhar para o Ministério Público do Espírito Santo (MPES) um pedido de internação provisória do menor, até a próxima quinta-feira (17). 

O caso é investigado pela Delegacia de São Gabriel da Palha, no Noroeste do ES. Crédito: Acervo
O caso é investigado pela Delegacia de São Gabriel da Palha, no Noroeste do ES. Crédito: Acervo

POLÍCIA NÃO OFERECE RECOMPENSA POR INFORMAÇÕES DO SUSPEITO 

A reportagem teve acesso a uma imagem, que circula em grupos de redes sociais, mostrando um suposto autor do crime e oferecendo recompensa para informações que ajudem a chegar até a pessoa. O delegado responsável pelas investigações do caso informou que o anúncio não partiu da instituição e que nenhuma recompensa é oferecida no caso.

BRIGA POR CAUSA DE CHAPÉU 

De acordo com o relato da PM, testemunhas contaram à polícia que o desentendimento no bar aconteceu porque um dos envolvidos havia pegado um chapéu emprestado com o outro e não devolveu.

A briga começou em um de São Gabriel da Palha
A briga começou em um bar de São Gabriel da Palha . Crédito: TV Gazeta/ Reprodução

Quem emprestou, teria cobrado um valor por esse chapéu na manhã deste domingo, mas o outro não concordou. Em seguida, o suspeito saiu do local, pegou a arma, voltou para o bar e atirou.

GRÁVIDA DE 6 MESES, MÃE NARRA COMO FILHO DE 2 ANOS FOI MORTO

A mãe do menino Matheus, Lucineide Rodrigues, relatou o momento em que o filho de 2 anos foi baleado. "Ele estava no quintal brincando com o pai. Então, meu esposo entrou para pegar água pra ele. O Mateus bebeu água e meu marido voltou para guardar a garrafa. Quando ele entrou, saíram dois tiros. Eu gritei para tirar ele, mas a bala já tinha pegado na cabeça do meu menino".

Lucineide ainda contou que ela e o marido, Tiago de Almeida, estão esperando um segundo filho. A mulher está grávida de seis meses. “Só peço a Deus que conforte os nossos corações. A minha esperança está no Senhor. Meu filho não morreu, ele está descansando no Senhor. Isso é o que passa no meu coração agora”, afirmou Lucineide.

Os pais com o pequenos Matheus que foi vítima de bala perdida em São Gabriel da Palha
Os pais com o pequeno Matheus, que foi vítima de bala perdida em Sâo Gabriel da Palha. Crédito: Acervo Familiar

A mãe ainda relatou os momentos de oração enquanto a criança era transferida de hospital. Matheus foi levado para um hospital no município, mas estava em estado grave e precisou ser encaminhado para Vitória. Ele não resistiu e morreu a caminho da unidade de saúde da Capital. "Minha fé é muito grande. Todo tempo a gente orou e colocou a vida do meu filho nas mãos de Deus. E, mesmo ele tendo morrido, não quero dizer que é culpa de Deus. Meu Deus é amor e faz tudo no momento Dele".

A mulher ainda complementou: "Meu filho era maravilhoso, feliz, alegre, elétrico e sorridente. O Mateus era toda uma benção que Deus me deu. Era tudo que eu pedi pra Deus. A gente tá abalado, a perda de um filho é uma dor muito grande. Meu pequenininho estava virando um rapazinho", se emocionou.

TRISTEZA NO VELÓRIO

Em clima de muita tristeza na cidade, o pequeno Matheus Rodrigues de Almeida foi sepultado nesta segunda-feira (14) em São Gabriel da Palha. O garoto foi velado em uma igreja da cidade e depois sepultado no início da tarde. Amigos e familiares foram até a igreja para se despedir de Matheus. No local, era visível a tristeza e a perplexidade de todos.

O corpo de Matheus foi velado em uma igreja de Sâo Gabriel da Palha
O corpo de Matheus foi velado em uma igreja de Sâo Gabriel da Palha . Crédito: TV Gazeta Noroeste

A morte de Matheus causou muita comoção no município capixaba. Nas redes sociais, vários moradores se manifestam lamentando o caso. Com quase 40 mil habitantes, São Gabriel da Palha é uma cidade com poucos registros de crimes violentos. Até o final de novembro de 2020 o município havia contabilizado 10 homicídios.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.