ASSINE

Para evitar lotação e filas, governo do ES reforça linhas do Transcol

Ajustes foram anunciados pelo secretário de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, que afirma analisar situação diariamente

Publicado em 24/03/2020 às 09h38
Atualizado em 25/03/2020 às 11h34
Data: 17/03/2020 - ES - Vitória - Novo Coronavírus, Covid-19 - Ônibus lotado - Editoria: Cidades - Foto: Fernando Madeira - GZ
Transcol lotado durante pandemia do coronavírus. Crédito: Fernando Madeira

Uma das principais recomendações das autoridades durante a pandemia do coronavirus é evitar aglomerações. Mas, nos últimos dias, o que se viu nos terminais rodoviários e ônibus do Transcol que operam na Grande Vitória foi exatamente o contrário. Após a determinação de redução da frotalongas filas e coletivos lotados viraram rotina para quem depende do transporte público, aumentando o risco de contaminação da Covid-19.

Para tentar solucionar o problema, a Secretaria Estadual de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) anunciou ajustes na operação do Transcol. Em entrevista ao Bom Dia ES, da TV Gazeta, o secretário Fábio Damasceno identificou os problemas e anunciou as mudanças para reduzir a lotação nos coletivos. Um dos problemas é o conflito dos horários, causado pela maior rapidez nas viagens.

“Não tem trânsito e, por isso, as viagens estão mais rápidas. As que demoravam 1h a 1h30, agora são feitas em 30 ou 40 minutos. Então, um passageiro que pegava o ônibus às 7h20, por exemplo, acaba perdendo porque o veículo já passou. A gente está adequando esses horários”, disse.

Somado às viagens mais rápidas, o secretário também destacou as regiões com maior demanda, informação que ainda não havia sido identificada pela Semobi. Nestes locais, as linhas foram reforçadas.

“Outra coisa são as regiões, porque não sabíamos onde as pessoas estavam trabalhando e como seria essa distribuição. Ontem (segunda) tivemos 20 linhas com um problema de concentração de demandas. Identificamos essas linhas, que atendem principalmente a construção civil e alguns prestadores de serviços. Em Itacibá, Laranjeiras, região de Vila Velha. Essas linhas já foram reforçadas com o horário e quantidade de ônibus de dias úteis, como se estivéssemos operando com 100% da frota. Inclusive com ônibus articulado, para podermos atender melhor a situação”, explicou.

Além disso, para evitar as longas filas e lotação dos ônibus ainda no terminal, o secretário pede a compreensão dos passageiros, para que os coletivos saiam apenas com pessoas sentadas. Quando isso não for possível, carros reservas que estão nos locais serão colocados na rua para evitar aglomerações.

“Ônibus sai do terminal só com as cadeiras ocupadas. Não sai com gente no corredor. Só que a gente não vai entrar em conflito com o passageiro. A gente pede a compreensão do usuário para que não entre. Espera o próximo ônibus, que eles estão passando mais rápido. A gente tem agora equipes em todos os terminais, colocando ônibus reservas, para que se tiver fila maior do que o normal nesse período, a gente coloque um ônibus reserva”, destacou.

MAIS MUDANÇAS

Fábio Damasceno não descartou mudanças nos próximos dias. Segundo o secretário, a situação está sendo analisada diariamente e outras medidas podem ser adotadas. “Isso é dia a dia, ajustando o sistema dia a dia. A eturb está nos terminais e estamos fazendo essa correção da quantidade de ônibus por linha. São 300 linhas, já fizemos o reforço em 20 delas”, finalizou.

REDUÇÃO DA FROTA

O governo adotou uma restrição maior à circulação de pessoas nos ônibus do Transcol, na Grande Vitória, como medida de prevenção ao coronavírus. Desde esta segunda-feira (24), a determinação era para que os ônibus saíssem dos terminais somente com a ocupação com o número de cadeiras que possuem, que são cerca de 40. Houve também uma redução de 30% dos ônibus nos horários de pico, e de 50% nos horários entrepicos.

O coronavírus no ES

Passageiros já utilizam usa máscara dentro de coletivos durante pandemia de coronavírus. 
Passageiros já utilizam usa máscara dentro de coletivos durante pandemia de coronavírus. . Vitor Jubini
Efeito Coronavírus: movimento fica abaixo do normal na Avenida Jerônimo Monteiro, Centro da Capital.
Efeito Coronavírus: movimento fica abaixo do normal na Avenida Jerônimo Monteiro, Centro da Capital. Vitor Jubini
Efeito Coronavírus: movimento fica abaixo do normal na Avenida Jerônimo Monteiro, Centro da Capital.
Efeito Coronavírus: movimento fica abaixo do normal na Avenida Jerônimo Monteiro, Centro da Capital. Vitor Jubini
Durante pandemia de coronavírus, homem usa máscara na avenida Reta da Penha.
Durante pandemia de coronavírus, homem usa máscara na avenida Reta da Penha. Vitor Jubini
Família usam máscaras de proteção contra o coronavírus na Av Marechal Campos, em Vitória.
Família usam máscaras de proteção contra o coronavírus na Av Marechal Campos, em Vitória. Ricardo Medeiros
Durante pandemia de coronavírus pedestre usa máscara na avenida Américo Buaiz. 
Durante pandemia de coronavírus pedestre usa máscara na avenida Américo Buaiz. . Vitor Jubini
Mulher usa máscara na avenida Reta da Penha.
Mulher usa máscara na avenida Reta da Penha. Vitor Jubini
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. . Ricardo Medeiros
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 
Shopping na Serra em funcionamento após o governador do Estado anunciar restrições de funcionamento. 

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.