ASSINE

"Não há perspectiva para retorno das aulas no ES", afirma Casagrande

Suspensão das aulas presenciais já é válida em todo o Estado até o dia 30 de abril, mas governador disse que certamente esse período será estendido nos próximos dias

Publicado em 17/04/2020 às 20h13
Atualizado em 17/04/2020 às 20h13
Governador do Estado, Renato Casagrande, em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (17)
Governador do Estado, Renato Casagrande, em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (17). Crédito: Reprodução

"Não tem perspectiva das aulas voltarem". Essa foi a reposta que Renato Casagrande, governador do Espírito Santo, deu em coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (17) quando questionado sobre a possível volta às aulas em todo o Estado.

Casagrande afirma que a suspensão das aulas presenciais já é válida até o dia 30 de abril, mas que, certamente, esse período será estendido. "O secretário Nésio colocou uma hipótese que é verdade. Estamos fazendo avaliação de semana em semana", detalhou.

O governador destaca que a decisão de suspensão das aulas se deu por conta da grande interatividade que uma escola tem.

"Com as aulas, tem interação muito forte. Família, criança, escola, contato com diversas outras famílias, professores, funcionários, vizinhos, bairros... Tem muita interação na escola. De fato não tem, ainda, perspectiva de retorno às aulas", finalizou.

"POSSÍVEL", DISSE SECRETÁRIO SOBRE FECHAR ESCOLAS ATÉ JULHO

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, afirmou que as escolas devem ficar fechadas por mais tempo por conta da pandemia do novo coronavírus.

Secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernandes, em entrevista ao programa Bom dia ES, da TV Gazeta, nesta terça-feira (31)
Secretário Estadual de Saúde, Nésio Fernandes. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Em entrevista à jornalista Fernanda Queiroz, na Rádio CBN Vitória, Nésio Fernandes disse ser possível que a suspensão das aulas no Espírito Santo se estenda até as férias do meio do ano.

Apesar de não cravar um período, o secretário afirmou que as aulas devem continuar suspensas por mais tempo. “As escolas possivelmente devem se manter fechadas por mais tempo”, reforçou.

AULAS PELA TV E POR APP

O governo do Espírito Santo lançou na última terça-feira (14) um programa para realização de atividades pedagógicas não presenciais para os 240 mil alunos da rede estadual de ensino. Através do "EscoLar", os estudantes terão aulas através de canais de TV aberta, com conteúdos para todas as séries e níveis, e acompanhamento dos professores através de um aplicativo.

Aplicativo aparece para download em loja do Android após busca por
Aplicativo aparece para download em loja do Android após busca por "EscoLAR Prodest". Crédito: Reprodução

Casagrande e o secretário de Estado de Educação, Vitor de Angelo, explicaram que as aulas não seguirão o currículo normal do ano, tendo foco na realização de atividades para os alunos não ficarem totalmente afastados dos conteúdos de aprendizagem durante o fechamento das escolas por causa da pandemia do coronavírus. 

As videoaulas foram disponibilizadas gratuitamente pela Secretaria de Educação do Estado do Amazonas, onde já é realizada a transmissão por TV aberta desses conteúdos em função da distância entre cidades. A transmissão acontece pelos canais 8.2, 8.3 e 8.4 da TV aberta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.