ASSINE

Acidente com vítimas: tuk-tuk não poderia trafegar na Terceira Ponte

Veículo que começou a circular em Vitória em janeiro tem velocidade máxima de  35 km/h, o que o impede de utilizar a via que liga Vitória a Vila Velha

Publicado em 24/02/2020 às 18h58
Atualizado em 25/02/2020 às 16h15
Automóvel que bateu na traseira do tuk-tuk ficou com a parte dianteira destruída. Crédito: Internauta
Automóvel que bateu na traseira do tuk-tuk ficou com a parte dianteira destruída. Crédito: Internauta

Na madrugada do último domingo (23), um tuk-tuk se envolveu em um acidente na Terceira Ponte, duas pessoas ficaram feridas e uma dúvida surgiu: ele poderia estar trafegando pelo local? De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito, não. Isso porque a velocidade máxima do veículo é menor que 50% da velocidade máxima permitida na via, que é de 80 km/h.

De acordo com a Movida, que oferece o meio de transporte em uma parceria com a Uber, os tuk-tuks chegam a 35 km/h. Ou seja, só podem circular em vias com velocidade máxima de até 70 km/h. Por enquanto, o aluguel deles está disponível apenas para motoristas credenciados no aplicativo e que tenham carteira nacional de habilitação (CNH) do tipo A ou AB.

Serviço do tuk-tuk é oferecido em apenas alguns bairros de Vitória. Crédito: Marcelo Matos
Serviço do tuk-tuk é oferecido em apenas alguns bairros de Vitória. Crédito: Marcelo Matos

Por meio de nota, a locadora ainda garantiu que o tuk-tuk está devidamente registrado e obedece à legislação vigente. "A locação do tuk-tuk tem o mesmo sistema de locação de carro, no qual a responsabilidade pela condução do veículo é do locatário, como em caso de multas de trânsito e acidentes", esclareceu.

Sobre o acidente, a Uber informou que a ocorrência se deu fora da área de operação do tuk-tuk e que, por isso, é possível afirmar que o veículo não realizava viagem pelo aplicativo, no momento da batida. A Gazeta questionou a empresa a respeito do controle sobre as ações dos motoristas e quais atitudes serão tomadas. Assim que receber o retorno, esta matéria será atualizada.

O ACIDENTE

Era por volta da 1h de domingo (23), quando um carro bateu na traseira do tuk-tuk, que estava com três pessoas a bordo. Os dois passageiros ficaram feridos e foram socorridos para hospitais de Vitória. Os demais envolvidos não precisaram de atendimento. O acidente aconteceu no sentido Norte (Vila Velha – Vitória) da via, que ficou parcialmente interditada por cerca de 50 minutos.

O TUK-TUK EM VITÓRIA

Famoso em alguns países asiáticos, o tuk-tuk chegou ao Espírito Santo em janeiro deste ano, para ser uma alternativa mais econômica de transporte para até dois passageiros. Ao todo, vinte veículos seriam disponibilizados para o serviço que, por ora, funciona em apenas quatro bairros da Capital: Mata da Praia, Jardim da Penha, Santa Lúcia e Santa Helena.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.