ASSINE

Tecnologia de ponta empurra crescimento do agronegócio em Linhares

Cultivo de café, cacau e mamão tem grande contribuição econômica e social para o município. Uso de tecnologias tem se intensificado nas lavouras para melhorar a produtividade e evitar pragas.

Linhares / Rede Gazeta
Publicado em 11/06/2021 às 17h50
Orgulho da Terra: produção de cacau em Linhares
Orgulho da Terra: produção de cacau em Linhares. Crédito: Álvaro Queiroz/TV Gazeta

O produtor Emir de Macedo Gomes Filho herdou do avô e do pai o prazer pela produção do cacau. Grande parte desse amor pelo cultivo da fruta ele transmite em poucas palavras. “Eu acho que o cacau representa tudo. Tradição, história, amor e prazer. Tenho certeza que meu pai e meu avô estão orgulhosos de mim, por eu ter dado continuidade ao trabalho que eles me ensinaram.”, disse o produtor.

A fazenda onde o produtor Emir tem milhares de pés de cacau fica em Linhares, na região Norte do Estado. O município é o maior produtor da fruta no Espírito Santo: são 4 mil toneladas de cacau por ano. É praticamente a mesma quantidade produzida em todas as outras cidades capixabas juntas. As amêndoas são usadas, principalmente, na produção de chocolate em vários Estados do Brasil.

“O cacau é uma fruta centenária do nosso município. É cultivado há mais de 100 anos de forma comercial. Desde essa época, ele tem uma contribuição econômica e social muito grande”, disse o secretário de agricultura de Linhares, Franco Fiorot.

Franco Fiorot, secretário de agricultura de Linhares
Secretário de agricultura de Linhares, Franco Fiorot. Crédito: Álvaro Queiroz/TV Gazeta

CRISE E RECUPERAÇÃO

O auge do cacau em Linhares aconteceu nas décadas de 1980 e 1990, mas uma grande crise afetou o mercado no início dos anos 2000. As plantações foram devastas por um fungo conhecido como Vassoura de Bruxa. Milhares de pés de cacau foram perdidos e muitos produtores desistiram das lavouras.

Com a pesquisa e a tecnologia veio a volta por cima. Milhares de mudas geneticamente reforçadas devolveram a confiança fizeram a força do cacau brotar mais uma vez.

Mudas geneticamente modificadas de cacau, em Linhares
Mudas geneticamente modificadas. Crédito: Álvaro Queiroz/TV Gazeta

O trabalho de melhoramento genético é desenvolvido há vários anos pela Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac). Na fazenda do produtor Emir são feitas, por ano, aproximadamente 220 mil mudas de cacau geneticamente reforçadas.

“São plantas tolerantes e resistentes. Elas não são imunes (contra a Vassoura de Bruxa), porque a planta imune não existe, mas elas são resistentes e têm alta produtividade”, explicou Álvaro Cândido, coordenador da Ceplac.

CAFÉ É A PRINCIPAL FORÇA DA AGRONEGÓCIO DE LINHARES

Produção de café em Linhares
Produção de café em Linhares. Crédito: Álvaro Queiroz/TV Gazeta

Linhares é um município com centenas de lavouras. São aproximadamente 14 mil hectares de cultivo – equivalente a 14 mil campos de futebol. A cidade é a maior produtora de café conilon no estado: a safra de 2020 alcançou a expressiva marca de 43 mil toneladas.

“Com certeza, o café é a maior força do agronegócio de Linhares. Movimenta muito o comércio da cidade”, disse Geraldo Mendes, extensionista do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

O produtor Antônio Galavotti tem uma das maiores áreas de plantio na cidade. Em uma das fazendas a colheita é de aproximadamente 10 mil sacas por ano. E para aumentar a produção ele investe em mudas geneticamente reforças e também em máquinas específicas para deixar a colheita mais eficiente.

“Quanto mais antenado você está, quanto mais apto a modernizar o que você vem fazendo, você consegue ter uma redução significativa no custo produtivo”, disse Galavoti.

O café produzido na cidade também será beneficiado localmente. Duas empresas de beneficiamento vão investir mais de R$ 1 bilhão na construção de filiais em Linhares. A previsão é aproveitar mais de mil trabalhadores e uma parte do café colhido.

MAIOR EXPORTADOR DE MAMÃO PAPAIA

Orgulho da Terra: produção de mamão papaia em Linhares
Orgulho da Terra: produção de mamão em Linhares. Crédito: Álvaro Queiroz/TV Gazeta

O agronegócio de Linhares tem outra marca importante: o município é o maior exportar de mamão papaia do Brasil. Em 2020 a cidade produziu 50 mil toneladas de mamão papaia, e cerca de 20 mil toneladas foram enviadas para o exterior – principalmente para países de Europa e os Estados Unidos. A produção de mamão gera cerca de 3 mil empregos diretos na cidade.

“No caso do papaia, foi muito importante alcançar mercados como Estados Unidos e Europa. Nossa fruta tem excelente qualidade e chega ao mundo todo”, disse o produtor Bruno Pessoti.

O secretário de agricultura de Linhares destacou a força do agronegócio como um orgulho da cidade. “O agronegócio é fundamental para a nossa economia. É uma referência para todo o Estado e até para o país”, concluiu Franco Fiorot.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Agronegócio Linhares Tecnologia Café capixaba linhares Orgulho da Terra

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.