ASSINE

Saque de R$ 1.045 do FGTS começa em 15 de junho, mas ainda não há cronograma

Só no Espírito Santo, devem ser beneficiados 790 mil trabalhadores. Quem possui conta poupança na Caixa deve fazer o resgate primeiro

Publicado em 27/05/2020 às 17h05
atendimento em agência da caixa. fgts
Atendimento de FGTS e PIS para trabalhadores em agência da Caixa de Jardim Camburi, Vitória. Crédito: Geraldo Campos Jr

Daqui a menos de 20 dias deve ter início o pagamento do novo saque-emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A medida é mais uma para aliviar os impactos da crise econômica causada pelo coronavírus nas famílias. 

Serão pagos até R$ 1.045 para cada trabalhador – valor de um salário mínimo – com contas do FGTS, sejam elas ativas ou inativas. Só no Espírito Santodevem ser beneficiados 790 mil trabalhadores, conforme já mostrou A Gazeta. O total a ser pago no Estado pode chegar a R$ 530 milhões.

No entanto, mesmo com o início dos saques se aproximando, até esta terça-feira (26) ainda não havia um calendário de pagamento. O cronograma está sendo elaborado pela Caixa Econômica Federal e, segundo o banco, deve sair nos próximos dias.

A Medida Provisória 946/2020, que permitiu esse saque nas cotas do FGTS, estipula que o dinheiro estará disponível de 15 de junho a 31 de dezembro de 2020. Com isso, por um certo período, os recursos serão pagos ao mesmo tempo que o auxílio emergencial.

O pagamento deve seguir os mesmos moldes da rodada anterior de saques do FGTS, disponibilizada entre meados de 2019 e o início de 2020, com liberação dos recursos primeiramente para quem possui conta poupança na Caixa e só depois para os demais trabalhadores.

A reportagem questionou a Caixa se haverá alguma modernização na forma de disponibilização dos recursos diante da rodada de saques anterior, mas o banco se limitou a dizer que terá mais informações nos próximos dias.

Devem ser injetados na economia mais de R$ 36 bilhões com a medida, segundo cálculos do governo. Cerca de 60 milhões de brasileiros devem ser beneficiados pela MP.

COMO VAI FUNCIONAR O NOVO SAQUE DO FGTS?

O saque será limitado a R$ 1.045 por trabalhador, independentemente do número de contas ativas ou inativas que venha a ter. Caso o trabalhador tenha um limite menor que R$ 1.045 na conta do FGTS, ele poderá retirar todo o valor.

Caso o trabalhador tenha mais que uma conta, a retirada dos valores vai acontecer da seguinte forma: primeiro retira-se da conta inativa de menor valor, depois da conta inativa de maior valor, depois da conta ativa.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.