ASSINE

Protesto atrasa abastecimento e deixa alguns postos sem combustível no ES

Situação é mais visível no interior do Estado. Caminhoneiros fazem manifestações em diversos pontos das rodovias federais e estaduais desde terça-feira (7) e caminhões não seguem viagem

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 08/09/2021 às 19h16
Os caminhoneiros são obrigados a estacionar em área ao lado da BR 262, em Viana
Os caminhoneiros são obrigados a estacionar em área ao lado da BR 262, em Viana. Crédito: Fernando Madeira

O protesto de caminhoneiros em pontos de rodovias federais e estaduais do Espírito Santo já provoca impactos aos consumidores capixabas. O abastecimento de combustível está atrasado e em alguns postos do interior do Estado já falta combustível, sobretudo gasolina.

A informação é do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindispostos). Segundo a entidade, em situações normais de demanda, os estoques dos postos duram de dois a três dias. Caso os bloqueios permaneçam por mais tempo, é possível que a falta de produtos se generalize.

Os protestos começaram na terça-feira (7) e, nesta quarta (8), caminhões foram impedidos de seguir viagem em diversos pontos das estradas que cortam o Estado. Apenas quem carrega produtos perecíveis, remédios ou carga viva está sendo autorizado a seguir viagem. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) afirmou que tem atuado para também liberar caminhões com combustível.

Há grandes concentrações de caminhoneiros às margens da BR 101 em Viana e em Linhares. Mas, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há manifestações em outros seis pontos do Estado em rodovias federais.

Em vias estaduais, há seis locais de protesto, segundo a Polícia Militar. Em nenhum do pontos há bloqueio total da via, mas a maioria dos caminhões é impedida de seguir viagem.

Para evitar um desabastecimento generalizado de combustíveis, o Sindipostos afirmou que “conta com o bom senso dos manifestantes e com a ação do poder público para buscar uma solução”.

SUPERMERCADOS DIZEM AINDA TER ESTOQUE

Com relação ao abastecimento dos supermercados, a Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), afirmou que as lojas têm estoque abastecido para atender a população.

A entidade pede ainda que não haja uma corrida às compras para evitar aglomeração. “Reforçamos que não há necessidade de os consumidores realizarem compras para estocagem ou contribuírem para aglomeração nas lojas”, diz em nota.

Segundo a Acaps, já estão sendo feitos contatos com autoridades governamentais para, se necessário, adotar ações que garantam a normalidade do abastecimento das lojas nos próximos dias.

A Gazeta integra o

Saiba mais
BR 101 BR 262 Polícia Rodoviária Federal gasolina Protestos Acaps Supermercados

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.