ASSINE

Moradores de condomínio voltam a ter água nos apartamentos em Cariacica

Construtora responsável informou que abastecimento foi reestabelecido neste domingo (10). Reportagem de A Gazeta confirmou retorno da água nos apartamentos com moradores

Vitória
Publicado em 10/01/2021 às 12h43
Atualizado em 11/01/2021 às 07h37
Caixas-d'água que desabaram são retiradas de condomínio em Cariacica nesta terça-feira (5)
Caixas-d'água que desabaram foram retiradas de condomínio em Cariacica na última terça-feira (5). Crédito: Fernando Madeira

Depois de reclamações da água fornecida de forma provisória e da compra de galões de água mineral, os moradores do Condomínio São Roque, no bairro Padre Gabriel, em Cariacica - onde duas caixas-d’água desabaram no último dia 30 de dezembro - finalmente estão com água nas torneiras dos apartamentos. A informação foi passada pela construtora responsável pela obra e confirmada pela reportagem de A Gazeta junto a moradores na manhã deste domingo (10).

A Cobra Engenharia, empresa responsável pelas obras do empreendimento, informou, em nota, que o sistema de abastecimento de água do condomínio São Roque foi totalmente reestabelecido neste domingo (10). Disse ainda que só começou a trabalhar na solução, que é provisória, depois de concluídas as perícias e a retirada completa das estruturas, o que aconteceu no último dia 07. 

O sistema provisório será substituído pelo definitivo em aproximadamente 20 dias, quando uma bomba d’água chegar. A empresa salientou ainda que as obras de recuperação dos apartamentos do condomínio São Roque 1 estão adiantadas.

Depois da informação por parte da empresa, a reportagem entrou em contato com moradores do condomínio. A empregada doméstica Semanara Coveiro da Silva Leandro, 49 anos, disse que a água chegou nas torneiras do apartamento desde a noite deste sábado (9). “Graças a Deus, está voltando tudo ao normal”, comemorou.

Já a estudante de pedagogia Anilda Correia dos Santos, 45 anos, disse que o abastecimento de água no apartamento voltou apenas na manhã deste domingo (10). “Ficaram trabalhando nisso até por volta de meia-noite. Hoje, graças a Deus, voltou. Os vizinhos também estão com água nos apartamentos. As coisas estão voltando ao normal”, relatou.

O trabalho de perícia e retirada das estruturas, que estavam até então caídas na área do condomínio, foi concluída na última quinta-feira (06). A próxima etapa, de reconstrução dos apartamentos que ficaram danificados, já está adiantada, segundo a Cobra Engenharia. Confira a nota da empresa na íntegra:

O DESABAMENTO

O empreendimento do Minha Casa Minha Vida, voltado para famílias de baixa renda, foi inaugurado no dia 14 de dezembro. Pouco mais de duas semanas depois da entrega aos moradores, as duas torres de água desabaram; uma delas caiu em cima do quinto andar de um dos prédios. A outra estrutura, do outro lado do residencial, desabou 20 minutos depois, bateu na parede de um dos blocos e foi ao chão.

O dono de uma empresa terceirizada que trabalhava em um dos reservatórios no momento da queda, ficou gravemente ferido e foi levado para o hospital, mas não resistiu e morreu. A morte de Jucelino Roncon está sendo investigada pela Polícia Civil.

Caixa Econômica Federal, a Defesa Civil e a própria construtora fizeram perícias no local, mas as causas do desabamento ainda não foram apuradas. A previsão é de que o laudo da perícia feita pela construtora fique pronto em um mês.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Cariacica Minha Casa Minha Vida Construção civil

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.