ASSINE

Governo do ES adia por 3 meses pagamento do IPVA e de parte do Simples

Medida faz parte do pacote de socorro econômico anunciado nesta sexta-feira (19) pelo governador Renato Casagrande para aliviar empresas e proteger empregos

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/03/2021 às 17h37
Atualizado em 19/03/2021 às 19h28
Governador Renato Casagrande em coletiva de imprensa
Governador Renato Casagrande em coletiva de imprensa. Crédito: Divulgação / Governo do ES

Por conta dos impactos provocados pelas novas medidas de contenção da transmissão do coronavírus no Espírito Santo, o governo estadual anunciou nesta sexta-feira (19) um decreto que vai prorrogar por três meses o pagamento da parcela de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do Simples Nacional e também o recolhimento do IPVA de 2021.

As ações são parte de um pacote de medidas anunciado nesta sexta-feira (19) que somam R$ 1,8 bilhão. O objetivo é para salvar empresas impactadas pela paralisação de parte das atividades econômicas e também os contribuintes.

De acordo com o governo, os empreendedores que estão sob o regime do Simples poderão postergar o recolhimento da parcela referente ao ICMS pelo período de três meses. O impacto estimado é de R$ 100 milhões na arrecadação do Estado.

No caso do IPVA o governo projeta R$ 350 milhões de impacto aos cofres públicos.

Pacote do governo do ES prevê medidas econômicas que somam R$ 1,82 bilhão
Pacote do governo do ES prevê medidas econômicas que somam R$ 1,82 bilhão. Crédito: Reprodução

MEDIDAS FISCAIS E TRIBUTÁRIAS

Veja abaixo outras medidas fiscais e tributárias anunciadas pela equipa do executivo estadual para essa nova fase da pandemia:

  • Certidões negativas de débito terão validade prorrogada por três meses;
  • Suspensão de inclusão de devedores na dívida ativa do Estado;
  • Suspensão dos prazos dos processos administrativos e do acesso aos processos físicos;
  • Prorrogação de prazo para a apresentação de impugnação de autos de infração e a interposição de recursos ao Conselho Estadual de Recursos Fiscais por 90 dias.

Declaração de operações tributárias (DOT)

  • Suspensão dos prazos para impugnação de recurso por 90 dias;
  • Prorrogação dos prazos para autenticação de livros fiscais por 90 dias;
  • Prorrogação do prazo para entrega da DOT por 90 dias;
  • Adiamento de prazo para retificação de Escrituração Fiscal Digital (EFD) por 90 dias.

PROGRAMAS DE INCENTIVOS INVEST E COMPETE

  • Prorrogação da atualização do Compete;
  • Prorrogação da emissão laudo de operacionalidade precário para o Invest;
  • Suspensão por 90 dias de cancelamento do Invest e Compete;

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.