ASSINE

Governo do ES oferece empréstimo de até R$ 5 mil para microempreendedores

A linha de crédito prevê seis meses de carência e 30 meses de prazo para pagamento. Renovação do financiamento integra o pacote de medidas econômicas anunciado nesta sexta-feira (19)

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/03/2021 às 19h31
Atualizado em 22/03/2021 às 13h49
Pessoa segurando notas de dinheiro
Objetivo do governo do Estado é disponibilizar resursos para auxiliar empreendedores neste momento difícil da economia. Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

governo estadual vai reabrir uma linha de crédito emergencial para ajudar os microempreendedores do Espírito Santo sobreviverem à crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus. O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande e pelo secretário de Desenvolvimento do Estado, Tyago Hoffmann, na tarde desta sexta-feira (19).

Proprietários de vans escolares, cabeleireiros e motoristas de aplicativo, por exemplo, que estão inscritos como microempreendedores individuais (MEIs), poderão fazer empréstimos de até R$ 5 mil, sem juros, junto ao Banestes

Segundo Casagrande, esses empreendedores vão poder esperar seis meses para começar a pagar, além de poder dividir o valor em 60 parcelas, sem ter cobrança de juros.

Para este empréstimo e também linhas de capital de giro, estarão disponíveis R$ 100 milhões do Fundo de Aval do governo estadual, que faz a garantia das operações. O contrato de empréstimo será feito nas agências do Banestes. No caso do microoempreendedor que já pegou este crédito em 2020, ele deverá ir à agência para ter uma repactuação de prazos de carência por mais 90 dias.

"Se ele já começou a pagar as parcelas ou o valor adquirido foi inferior a R$ 5 mil no primeiro empréstimo, poderá fazer um novo crédito que somado ao anterior não ultrapasse R$ 5 mil", disse Tyago Hoffmann. 

Segundo a equipe do governo, existem 220 mil microempreendedores individuais no Espírito Santo. “O objetivo é preservar as atividades econômicas dentro do possível pois sabemos que isso também preserva e gera empregos”, disse Casagrande.

Correção

22 de Março de 2021 às 13:48

Na primeira versão deste texto, foi informado que o empréstimo tinha correção pela Selic. No entanto, o dado correto é que o empréstimo tem juro zero. A informação foi corrigida.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.