ASSINE

Caixa vai usar conta poupança digital para saque-emergencial do FGTS

Mecanismo valerá para quem não possui conta no banco. Só no Espírito Santo, devem ser beneficiados 790 mil trabalhadores com a liberação de até R$ 1.045 por pessoa

Publicado em 08/06/2020 às 18h10
Atualizado em 08/06/2020 às 18h11
atendimento em agência da caixa. fgts
Atendimento de FGTS e PIS para trabalhadores em agência da Caixa de Jardim Camburi, Vitória. Crédito: Geraldo Campos Jr

A Caixa vai usar conta poupança digital para o saque-emergencial de até R$ 1.045 do FGTS. A medida já vem sendo adotada para pagar o auxílio-emergencial de R$ 600 do governo federal e o Benefício Emergencial (BEm) para os trabalhadores que tiveram redução de jornada de trabalho e de salário ou suspensão do contrato. 

Dessa forma, o banco pretende reduzir o número de pessoas indo até as agências bancárias, além de garantir que o dinheiro do Fundo de Garantia chegue integralmente aos beneficiários.

Os pagamentos do saque-emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) devem começar no dia 15 de junho. Porém, o calendário de pagamento, que está sendo elaborado pela Caixa,  ainda não foi divulgado. Essa é mais uma medida para aliviar os impactos da crise econômica causada pelo coronavírus nas famílias.

Serão pagos até R$ 1.045 para cada trabalhador – valor de um salário mínimo – com contas do FGTS, sejam elas ativas ou inativas. Só no Espírito Santodevem ser beneficiados 790 mil trabalhadores, conforme já mostrou A Gazeta. O total a ser pago no Estado pode chegar a R$ 530 milhões.

De acordo com a Medida Provisória 946/2020, que permitiu esse saque nas cotas do FGTS, o dinheiro estará disponível de 15 de junho a 31 de dezembro de 2020. Com esse cronograma, durante um certo período, os recursos serão pagos ao mesmo tempo que o auxílio emergencial.

Em todo o país, a liberação do FGTS deve injetar na economia mais de R$ 36 bilhões com a medida, segundo cálculos do governo. Ao todo, cerca de 60 milhões de brasileiros devem ser beneficiados por essa MP.

COMO SERÁ CALCULADO O PAGAMENTO DO NOVO SAQUE DO FGTS

O saque será limitado a R$ 1.045 por trabalhador, independentemente do número de contas ativas ou inativas que tenha. Caso o trabalhador tenha um limite menor que R$ 1.045 na conta do FGTS, ele poderá retirar todo o valor.

Mas se o trabalhador tiver mais que uma conta, a retirada dos valores vai acontecer da seguinte forma: primeiro retira-se da conta inativa de menor valor, depois da conta inativa de maior valor, depois da conta ativa.

COMO VAI FUNCIONAR O NOVO SAQUE DO FGTS

Os trabalhadores vão receber o crédito em conta e terão que esperar alguns dias para sacar os recursos em espécie. De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, o FGTS seguirá  a mesma lógica de pagamento do auxílio emergencial.

"Faremos o depósito e o saque acontecerá alguns dias depois. Isso vai permitir com que haja uma minimização das filas", disse em transmissão na rede social.

De acordo com o presidente, dos 60 milhões de pessoas com direito ao saque do FGTS, 20 milhões não têm conta em banco. Nestes casos, elas vão receber o crédito em conta digital. Além disso, o calendário de pagamento do Fundo de Garantia também será ordenado por mês de nascimento.

Por nota, a Caixa afirmou que divulgará em breve os procedimentos e o calendário do saque-emergencial do FGTS. O Ministério da Cidadania também foi procurado, mas não respondeu até às 18 horas desta segunda-feira (8). Quando se manifestar esta matéria será atualizada.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.