ASSINE

Previdência: Assembleia aprova alíquota de 14% para servidores do ES

Todos os servidores vão pagar o mesmo percentual, independente da renda. Atualmente, a alíquota é de 11% para os servidores

Publicado em 25/11/2019 às 21h41
IPAJM. Crédito: Vitor Jubini
IPAJM. Crédito: Vitor Jubini

Assembleia Legislativa do Estado aprovou o Projeto de Lei Complementar  que aumenta a alíquota de contribuição dos servidores do Estado de 11% para 14%. Na noite desta segunda-feira (25), 18 deputados votaram favoráveis à mudança e 9 foram contrários. Houve uma abstenção. 

Segundo o governo, essa mudança vai incrementar a arrecadação previdenciária em R$ 815 milhões em 10 anos. Todos os servidores vão pagar o mesmo percentual, independente da renda.

Emendas propostas pelos deputados Lorenzo Pazolini (Sem partido) e Iriny Lopes (PT) sugeriam que a alteração fosse feita de forma gradativa, ao longo dos anos, até alcançar o valor de 14%. No entanto, elas foram rejeitadas. 

Segundo o governo do Estado, a proposta teve uma função apenas “protocolar”, ou seja, tem a finalidade de cumprir os percentuais de recolhimento previdenciário determinados na Emenda à Constituição Federal, a reforma da Previdência nacional, promulgada na terça-feira (12) pelo Congresso. O texto obriga Estados e municípios com rombo previdenciário de elevarem a alíquota para no mínimo 14%

Os novos itens que integram a Constituição nacional também dizem que nenhum ente da federação poderá ter um percentual de desconto nos vencimentos dos funcionários públicos menor do que o praticado pelo governo federal.

A Gazeta integra o

Saiba mais
aposentadoria assembleia legislativa Previdência do es

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.