ASSINE

Sociólogo que sumiu na Serra após sair para pedalar é encontrado

De acordo com familiares, João Paulo Lyrio Izoton desapareceu após sair para fazer uma trilha na manhã de quinta-feira (24). Ele foi achado na tarde desta sexta após se perder numa trilha

Vitória
Publicado em 25/12/2020 às 16h32
Atualizado em 25/12/2020 às 21h07
Jacaraípe, Serra
Buscas foram realizadas para tentar localizar sociólogo . Crédito: Luciana Possatti

Atualização

25 de Dezembro de 2020 às 17:46

Após a publicação da matéria, a família do sociólogo informou, por volta das 17h15 desta sexta (25), que João Paulo foi encontrado após ter se perdido numa trilha e passa bem. A reportagem foi atualizada.

O sociólogo João Paulo Lyrio Izoton, de 35 anos, atuante no Movimento de Atingidos por Barragens (MAB), desapareceu após sair para pedalar por volta das 11h da manhã desta quinta-feira (24), véspera do Natal. De acordo com familiares, ele mora na região de Jacaraípe, na Serra, com a companheira, Flávia Amboss Merçon Leonardo, desde novembro deste ano.

Após publicação desta matéria, familiares informaram para A Gazeta por volta das 17h15 que João Paulo foi encontrado no final da tarde desta sexta (25) e passa bem, tendo apenas se perdido em uma trilha. Entenda a história aqui.

Desaparecido em Jacaraípe, na Serra
O pesquisador João Paulo (de cabelo grisalho) foi encontrado no fim da tarde de Natal. Crédito: Internauta

Segundo informações da Polícia Militar, a ocorrência foi registrada na tarde desta sexta-feira (25) e as buscas foram realizadas, com efetivos da PM e do Corpo de Bombeiros, inclusive com acionamento de helicóptero do Notaer para sobrevoo no local onde o homem pode ter desaparecido. A possível trilha realizada por Izoton, segundo a PM, corresponde a área de restinga da região de Costa Bela.

De acordo com relato de familiares à Polícia, o pesquisador é um homem de 1,60m de altura, cabelo preto cacheado grande e parcialmente grisalho. Ele teria saído de casa vestindo bermuda cinza, camisa rosa claro e tênis azul, com uma bicicleta branca.

Além das buscas realizadas pela polícia e bombeiros, quatro equipes de voluntários que conhecem a região atuaram em quatro trilhas distintas em busca do ciclista.

Segundo o parente e engenheiro mecânico Joaquim Carvalho Calmon, de 56 anos, João Paulo tinha experiência como ciclista. "O problema é que ele mora na região há pouco tempo e não conhece. Ele quis conhecer o local e saiu sozinho, usando uma bicicleta nova, sem documento, só com celular, que está desligado e um pouco de dinheiro".

Joaquim contou que o sociólogo saiu na quinta por volta das 11h e não retornou mais. "Ontem (24) à noite já começaram a procurá-lo. As principais suspeitas são de que ele esteja na trilha do Eucalipto ou na do Gasoduto. Essa do Eucalipto vai do final de Jacaraípe até Nova Almeida", contou.

Segundo informações da Polícia Militar, João Paulo se perdeu na chamada trilha do Gasoduto.

IRMÃ: "FOI UM NATAL DE MUITA TRISTEZA"

A irmã de João Paulo, Maria Julia Lyrio Izoton, comentou ainda que João não tem qualquer desentendimento com a família ou vizinhos.

"A família entrou em contato com amigos e com um grupo de ciclistas de Jacaraípe que iniciaram, por conta própria, as buscas, fazendo trilhas próximas da região. Espero que ele seja encontrado logo pois meus familiares estão muito aflitos. Foi um Natal de muita tristeza em minha casa", desabafou.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.