ASSINE

Vila Velha confirma perda de 547 doses de vacinas contra a Covid-19

A prefeitura informou que a inutilização das doses foi comprovada pela Fiocruz e que uma possível "conduta omissa e negligente" será investigada

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 18/03/2021 às 22h31
Chegada das vacinas da Oxford/AstraZeneca à Vila Velha
A Prefeitura de Vila Velha confirmou a perda de 547 doses de vacina contra Covid-19. Crédito: William Caldeira/Secom PMVV

A Prefeitura de Vila Velha confirmou a perda de 547 doses de vacina contra a Covid-19 que foram enviadas para análise após uma falha no sistema de refrigeração de uma câmara fria do município. Em nota oficial publicada nesta quinta-feira (18), o órgão ressaltou ainda que vai enviar documentos ao Ministério Público Estadual e à Polícia Civil, para investigar "possíveis condutas omissivas e negligentes" que levaram a inutilização dos imunizantes.

A inutilização foi comprovada após análise da Fundação Oswaldo Cruz, a Fiocruz, e comunicada ao município que deve descartar os imunizantes dos laboratórios Butantan/Sinovac e Fiocruz/Serum India, que sofreram alteração de temperatura.

A perícia realizada na câmara da Unidade de Saúde de Vila Batista — onde estavam as 547 vacinas — feita pela assistência técnica autorizada pela fábrica, aponta que houve falha mecânica no equipamento, provavelmente causada pela falta de circulação do fluído refrigerante, ocasionada por um entupimento na tubulação capilar do equipamento.

A prefeitura confirmou também que "uma auditoria interna realizada pela Secretaria de Saúde de Vila Velha identificou que o equipamento não possuía sistema de alerta de alta de temperatura, que havia sido solicitada à gestão passada pela empresa prestadora de serviço, como comprovado em documentação descoberta durante investigações internas".

"Há de se destacar que desde o dia 29 de dezembro do ano passado, ainda no período de transição entre governos, a Secretaria de Saúde solicitou informações sobre a estrutura da rede de frio municipal, mas não obteve êxito. Por conta disso, novos documentos serão remetidos ao Ministério Público e a Polícia Civil para investigar possíveis condutas omissivas e negligentes que levou o município a inutilização de 547 doses das vacinas", informa a nota oficial da prefeitura.

NOVA REDE DE FRIOS

A Secretaria de Saúde de Vila Velha informou que centralizou de forma definitiva todos os imunizantes, presentes no calendário vacinal, na nova rede de frio, com capacidade para 420 mil vacinas — que estavam desligadas por falta de estrutura e geradores de energia, que a atual gestão recuperou e colocou em funcionamento.

Um processo de licitação foi aberto para compra de novos refrigeradores, modernos, com tecnologia de alerta sonoro e comunicação integrada em tempo real com responsáveis pela rede de frio, que acontecerá nesta sexta-feira (19).

A prefeitura informou ainda que está "em avançada negociação para compra de grande lote de vacina que permitirá vacinação em massa, em Vila Velha. Cláusulas contratuais impedem a divulgação de informações detalhadas da transação e entrega dos imunizantes".

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.