ASSINE

Por falha na refrigeração, Vila Velha pode perder 547 doses de vacinas

Segundo a prefeitura, houve alteração de temperatura na armazenagem de lote, o que pode diminuir a eficácia do imunizante. Ampolas serão revalidadas

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 16/02/2021 às 10h16
Atualizado em 17/02/2021 às 07h37
Vacinação em Vila Velha
Frascos de vacina da Oxford e da Coronavac devem ser armazenados em temperatura entre 2°C e 8°C. Crédito: Divulgação | PMVV

Um problema na temperatura da câmara fria na Unidade de Saúde de Vila Batista, em Vila Velha, fez com que 547 doses de vacina contra o coronavírus precisem ser revalidadas no município. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, não houve ainda o registro de perda das vacinas, mas a eficácia terá que ser testada.

O lote vai ser encaminhado para a análise de qualidade do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), no Rio de Janeiro. O teste, para checar se as doses ainda podem ser utilizadas, dura, em média 30 dias. Questionada se o problema poderia atrasar a aplicação das segundas doses em que foi vacinado na primeira etapa, o município disse que a vacinação na cidade segue normalizada.

As vacinas são termolábeis, ou seja, podem alterar sua capacidade de imunização quando expostas a temperaturas inadequadas. As doses recebidas pelo Espírito Santo, produzidas pela Oxford/Astrazeneca e a Coronavac, possuem melhor eficácia se mantidas em temperatura entre 2°C e 8°C, que são compatíveis com geladeiras comuns.

Este vídeo pode te interessar

Assim que problema na refrigeração foi constatado em Vila Velha, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) foi acionada. Foi o órgão que orientou que as doses fossem separadas das outras vacinas que não tiveram alteração de temperatura e enviadas para a análise.

De acordo com o painel de vacinação da Sesa, Vila Velha já teve 20.386 pessoas vacinadas. Delas, 6.454 receberam as duas doses do imunizante. Todos os idosos em Instituições de Longa Permanência (ILPI) já foram vacinados. Entre os trabalhadores da Saúde, 82% receberam a primeira dose e 34% receberam a segunda dosagem. No total, o Espírito Santo recebeu 207.420 vacinas contra a Covid-19 do governo federal. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.