ASSINE

Vagas para pacientes com Covid-19 esgotam em três hospitais do ES

Ocupação total acontece em centros de referência de São Mateus, Colatina e Guaçuí. Secretaria de Estado da Saúde garante haver possibilidade de expansão nas unidades

Tempo de leitura: 4min
Vitória
Publicado em 19/01/2022 às 19h50

Três hospitais do Espírito Santo que integram a rede pública já estão com todos os leitos destinados a pacientes com a Covid-19 ocupados. Nesta quarta-feira (19), não há vagas de UTI e de enfermaria no Hospital Estadual Roberto Arnizaut Silvares, em São Mateus; no Hospital e Maternidade São José, em Colatina; e na Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí.

Leitos leitos exclusivos para o atendimento de pacientes com novo Coronavírus (Covid-19) no Hospital Estadual Dório Silva, na Serra.
Os leitos da pandemia são destinados exclusivamente à Covid-19 devido ao isolamento necessário entre outros pacientes. Crédito: Secom-ES | Divulgação

De acordo com o Painel de Ocupação Hospitalar, atualizado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o Hospital Maternidade São José nem sequer tem disponibilidade para atender pacientes acometidos por outras doenças: as 118 vagas, sendo 25 para casos do coronavírus, estão ocupadas.

A segunda situação mais grave é a da Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí, no Sul do Estado, onde restam apenas três leitos de enfermaria para assistir quem não estiver com a Covid-19. Já no Hospital Estadual Roberto Arnizaut Silvares, na Região Norte, 41 vagas do mesmo tipo ainda estão disponíveis.

Este vídeo pode te interessar

Hospitais com 100% de ocupação nas vagas destinadas a casos de Covid-19

Tabelas mostram o número de leitos de UTI e enfermaria ocupados com pacientes com a Covid-19, no Hospital Maternidade São José
Tabelas mostram o número de leitos de UTI e enfermaria ocupados com pacientes com a Covid-19, no Hospital Maternidade São José. Reprodução | Painel de Ocupação de Leitos Hospitalares (Sesa)
Tabelas mostram o número de leitos de UTI e enfermaria ocupados com pacientes com a Covid-19, no Hospital Roberto Arnizaut Silvares
Tabelas mostram o número de leitos de UTI e enfermaria ocupados com pacientes com a Covid-19, no Hospital Roberto Arnizaut Silvares. Reprodução | Painel de Ocupação de Leitos Hospitalares (Sesa)
Tabelas mostram o número de leitos de UTI e enfermaria ocupados com pacientes com a Covid-19, na Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí
Tabelas mostram o número de leitos de UTI e enfermaria ocupados com pacientes com a Covid-19, na Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí. Reprodução | Painel de Ocupação de Leitos Hospitalares (Sesa)
Tabelas mostram o número de leitos de UTI e enfermaria ocupados com pacientes com a Covid-19, na Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí
Tabelas mostram o número de leitos de UTI e enfermaria ocupados com pacientes com a Covid-19, na Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí
Tabelas mostram o número de leitos de UTI e enfermaria ocupados com pacientes com a Covid-19, na Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí

No total, o Espírito Santo tem 479 pessoas internadas na rede pública em decorrência da Covid-19 – sendo 299 em leitos de UTI e 180 em enfermarias. O número é o maior registrado desde o dia 4 de agosto do ano passado e um reflexo da quarta onda e da explosão de casos registrada recentemente.

Na semana passada, o governador Renato Casagrande já havia alertado para o aumento das internações. No Estado, a quantidade de internados praticamente dobrou no intervalo de um mês. Ainda assim, ele ressaltou que a situação não se compara a outras vividas anteriormente.

Renato Casagrande

Governador do Espírito Santo

"Não há alarde ou cenário que se compare ao que vivemos nos anos de 2020 ou 2021, mas é importante que a gente siga acompanhando o nível das internações"

Nesse sentido, o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, também esclareceu que ainda há uma "capacidade importante" de expandir os leitos, tanto com hospitais particulares e filantrópicos, quanto na rede própria. Quando esgotada, ele adiantou que pode haver suspensão parcial das cirurgias eletivas.

Vale lembrar que, durante a terceira onda da pandemia, no ano passado, o Sistema Único de Saúde (SUS) chegou a ter 1.098 leitos de UTI e 1.099 leitos de enfermaria no Espírito Santo. Atualmente, essa é a "capacidade potencial" do Estado, ou seja, o número máximo de vagas que a rede pública estadual pode alcançar.

76,89% de ocupação

É o percentual de ocupação de leitos da rede pública destinados à pandemia no ES nesta quarta-feira (19). Considerando os "leitos potenciais", esse índice cai para 21,8%

A Sesa também lembrou que existe um "plano de contingência" que prevê o aumento de até 300 leitos de enfermaria para atender pacientes com Covid-19 e Influenza, que podem ser disponibilizados até de fevereiro, a fim de "garantir o acesso da população à internação hospitalar".

Especificamente em relação aos três hospitais com 100% de ocupação nos leitos da pandemia nesta quarta-feira (19), a assessoria da Secretaria de Estado da Saúde informou que todos ainda têm possibilidade de expansão e reforçou que a rede é organizada por região e que os pacientes podem ser transferidos, garantindo o atendimento.

COVID-19: VEJA A SITUAÇÃO DOS DEMAIS HOSPITAIS

Hospital Estadual Doutor Jayme dos Santos Neves (Serra)

  • Leitos de UTI: 43 estão livres e a ocupação é de 76%
  • Leitos de enfermaria: 19 estão livres e a ocupação é de 52%

Hospital Evangélico de Vila Velha
  • Leitos de UTI: dois estão livres e a ocupação é de 90%
  • Leitos de enfermaria: três estão livres e a ocupação é de 50%

Hospital Geral de Linhares
  • Leitos de UTI: sete estão livres e a ocupação é de 65%
  • Leitos de enfermaria: não foram disponibilizados para a Covid-19

Hospital Infantil Francisco de Assis (Cachoeiro de Itapemirim)
  • Leitos de UTI: dois estão livres e a ocupação é de 95%
  • Leitos de enfermaria: 15 estão livres e a ocupação é de 60%

Hospital Madre Regina Protmann (Santa Teresa)
  • Leitos de UTI: cinco estão livres e a ocupação é de 50%
  • Leitos de enfermaria: todos os seis estão ocupados

Hospital Materno Infantil Menino Jesus (Itapemirim)
  • Leitos de UTI: cinco estão livres e a ocupação é de 50%
  • Leitos de enfermaria: não foram disponibilizados para a Covid-19

Hospital Santa Mônica (Vila Velha)
  • Leitos de UTI: cinco estão livres e a ocupação é de 87%
  • Leitos de enfermaria: cinco estão livres e a ocupação é de 90%

Hospital Vitória
  • Leitos de UTI: quatro estão livres e a ocupação é de 60%
  • Leitos de enfermaria: oito estão livres e a ocupação é de 77%

Linhares Medical Center
  • Leitos de UTI: 12 estão livres e a ocupação é de 40%
  • Leitos de enfermaria: três estão livres e a ocupação é de 85%

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.