ASSINE

Secretário recomenda suspensão de missas e cultos em cidades com risco alto no ES

Recomendação foi reforçada pelo secretário estadual da Saúde, Nésio Fernandes, em entrevista à CBN Vitória nesta quarta-feira (16). Na atual classificação do governo do Estado, seis municípios se enquadram no risco alto de transmissão da Covid-19

Publicado em 16/12/2020 às 11h42
Atualizado em 16/12/2020 às 11h42
Pastor de igreja
Recomendação é que não haja a realização de missas e cultos presenciais em cidades em risco alto para a Covid-19. Crédito: Pixabay

secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, disse, em entrevista à rádio CBN Vitória nesta quarta-feira (16), que não recomenda a realização de cultos e missas presenciais nas cidades com risco alto de transmissão da Covid-19.

"Nós temos uma recomendação explícita para que os líderes religiosos não realizem atividades presenciais. Então, é possível que os municípios no risco alto não tenham a possibilidade de realizar cultos, missas ou encontros religiosos presenciais no final de ano", declarou Nésio.

Na atual classificação do governo do Estado, seis municípios se enquadram no risco alto de transmissão da Covid-19: Ecoporanga, Mantenópolis, Marilândia, Ibiraçu, Domingos Martins e Anchieta.

O governador Renato Casagrande (PSB), porém, disse que os dados sobre o coronavírus do Espírito Santo indicam que os municípios da Grande Vitória caminham para atingir o risco alto para contaminação da doença. Atualmente, Vitória, Serra, Cariacica e Vila Velha estão em risco moderado. O Estado vem apresentando nas últimas semanas um crescimento do número de casos e mortes por coronavírus.

Nésio Fernades voltou a fazer um apelo aos capixabas para que diminuam o consumo de álcool e não façam festas com aglomeração no fim de ano.

Nésio Fernandes

Secretário de Estado da Saúde

"Estamos de fato recomendando que as pessoas reduzam o consumo de álcool nesse momento e não realizem festa com bebida alcoólica, aglomeração porque isso pode custar a contaminação dee pessoas que não são do grupo de risco e que podem ter contato com pessoas de risco. E aí termos a perda de muitas vidas"

AVANÇO DA PANDEMIA

O avanço da pandemia do coronavírus sobre o Espírito Santo trouxe mais um dado alarmante nesta terça-feira (15): a quantidade de mortes causadas pela Covid-19 mais que dobrou na primeira quinzena do mês de dezembro em comparação ao mesmo período em novembro.

Segundo dados do Painel Covid-19, ferramenta da Secretaria do Estado de Saúde (Sesa), durante os primeiros 15 dias de dezembro foram registradas 351 mortes por conta do coronavírus. São 197 mortes a mais que o registrado em novembro no mesmo período analisado — quando 154 pessoas perderam a vida.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
SESA Coronavírus Coronavírus no ES Igreja nesio fernandes religião

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.