ASSINE

"Queda de óbitos no ES é esperada nas próximas semanas", diz secretário

A afirmação é do secretário de Estado da Saúde Nésio Fernandes, que também relatou que a redução da ocupação dos leitos em hospitais já é uma realidade no Espírito Santo

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 23/04/2021 às 12h38
Covas abertas no cemitério de Maruípe em Vitória
Covas abertas no cemitério de Maruípe em Vitória. Crédito: Vitor Jubini

Na última quinta-feira (22), o Espírito Santo atingiu a marca de 9 mil mortes contabilizadas desde o início da pandemia pelo novo coronavírus. Durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira (23), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, afirmou que a queda dos óbitos é esperada nas próximas semanas.

"O comportamento da curva de óbitos começa a mostrar sinais de possível queda ao longo das próximas semanas. Entendemos que caindo casos e internações, ao começar sinais da queda de ocupação de leitos, a queda dos óbitos também é esperada ao longo das próximas semanas", pontuou.

Nésio Fernandes

Secretário de Estado da Saúde do ES

"Nós resistimos, vencemos essa etapa difícil. Mas a pandemia ainda não terminou. Precisamos que a sociedade compreenda mais do que nunca o poder do uso das máscaras e das outras medidas. Essa agenda de um novo normal precisa ser incorporada e naturalizada para todos"

O secretário relatou que o Espírito Santo tem, atualmente, cerca de 300 leitos livres de enfermaria, e que a redução da ocupação dos leitos em hospitais já é uma realidade.

Nésio Fernandes informou que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) também vai adotar uma estratégia de estimular a internação precoce para as pessoas que apresentarem os sintomas mais graves da doença.

QUEDA DE MORTALIDADE HOSPITALAR DE IDOSOS

O secretário também pontuou sobre a queda da mortalidade hospitalar entre os idosos com mais de 80 anos. "Esta semana, a mortalidade alcançou uma queda de 46% em comparação com outros períodos anteriores da pandemia.

Nésio Fernandes comemorou os efeitos positivos por conta da cobertura da vacinação da população idosa do Espírito Santo, e disse ainda que é esperado que, até o final do mês de maio e início de junho, se concretize uma imunidade coletiva quase plena da população idosa.

"É possível no futuro haver uma nova expansão da doença principalmente com pessoas jovens e adultas atingidas pela pandemia. Por isso é importante nessa fase toda a sociedade seguir apostando na ciência. O Espírito Santo apresenta grande desempenho na vacinação", completou.

REVEJA A COLETIVA

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, também anunciou o retorno das cirurgias eletivas não essenciais para maio, fez recomendações aos municípios sobre a aplicação da vacina, comentou sobre a chegada de novas doses do imunizante, entre outros assuntos. Para rever os principais assuntos abordados na coletiva, clique aqui. Ou reveja abaixo.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo idosos nesio fernandes Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.