ASSINE

Passageiro será avisado por SMS se viajou com infectado pela Covid-19

Governo estadual fará rastreamento de pessoas que entram e saem do Espírito Santo por transporte aéreo ou terrestre

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 22/02/2021 às 14h33
Atualizado em 22/02/2021 às 14h33
Nésio Fernandes e Luiz Carlos Reblin em coletiva da Sesa sobre a pandemia da Covid-19
Nésio Fernandes e Luiz Carlos Reblin em coletiva da Sesa sobre a pandemia da Covid-19. Crédito: Divulgação | Secretaria Estadual de Saúde

governo do Espírito Santo definiu a estratégia de monitoramento de passageiros de transporte aéreo e terrestre que podem ter sido infectados pela Covid-19 durante viagens. Segundo o secretário do Estado de Saúde, Nésio Fernandes, a população será avisada via SMS, caso tenha viajado junto com alguém que estava contaminado pelo vírus.

Nésio informou, em coletiva de imprensa virtual nesta segunda-feira (22), que  uma portaria será publicada no Diário Oficial na sexta-feira (26) com a resolução, e as companhias de transporte aéreo e terrestre terão um prazo de uma semana a dez dias para se adequarem à nova regulamentação. O secretário adiantou que o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest) já se preparou para receber os dados que serão enviados pela empresa e iniciar o rastreamento dos passageiros.

"Nesta semana, será publicada a portaria com a estratégia capixaba de monitoramento dos passageiros de transporte aéreo e intermunicipal e interestadual. O Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest) já prepara todas as produções tecnológicas para poder receber a importação dos dados", disse Nésio. 

O secretário detalhou que, a partir do colhimento desses dados, será possível identificar os passageiros, sejam eles capixabas ou não, que passaram pelo Espírito Santo e que foram contaminados pela doença. Com isso, como pontuou Nésio, será possível alertar via mensagem de texto, àqueles que tiveram contato com pessoas contaminadas pela Covid-19.

"Nós iremos, a partir do cruzamento desses dados, conseguir identificar os passageiros que tiveram resultado positivo para Covid e poderemos comunicar, por meio de SMS, os passageiros que viajaram com essas pessoas contaminados pela Covid-19. Nosso movimento é para poder alertar a população, orientar o povo capixaba, do risco iminente que todos corremos com a circulação (do vírus) na sociedade", afirmou.

Nésio já havia anunciado, no último dia 12, que até o final deste mês o Estado poderia rastrear os dados de todos os passageiros que foram infectadas pela Covid-19 e viajaram ao Espírito Santo. Na ocasião, o secretário revelou que já foram realizadas reuniões com companhias de transportes aéreos e terrestres, que concordaram em colaborar com o rastreamento dessas pessoas.

A preocupação com o rastreamento de pessoas que vieram de outros estado e que tenham contraído o vírus é intesificada pela  circulação de variantes do coronavírus no país. Nésio garantiu, porém, que ainda não foi identificada transmissão comunitária da nova cepa do vírus no Espírito Santo.

"Todos os casos sequenciados pela variante P1 são de pacientes isolados de Manaus que foram submetidos a um bloqueio de vigilância rígido. Não há confirmação de transmissão comunitária dessa variante no Espírito Santo", disse.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.