ASSINE

Nésio: "Não há um calendário claro capaz de garantir imunização de toda a população em 2021"

A declaração foi dada após o evento que deu o pontapé inicial à campanha de vacinação no ES, na noite desta segunda-feira (18). Secretário defende negociação do governo federal com mais laboratórios

Publicado em 19/01/2021 às 07h07
Atualizado em 19/01/2021 às 13h55
Aeroporto de Vitória
Nesio Fernandes comemora chegada da Coronavac ao Estado. Crédito: Fernando Madeira

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, voltou a defender que o Brasil abra negociação com mais laboratórios para ampliar o número de pessoas imunizadas contra a Covid-19.

A declaração foi dada após o evento que deu o pontapé inicial à campanha de vacinação no Espírito Santo, na noite desta segunda-feira (18), no Hospital Jayme Santos Neves, na Serra. Segundo o secretário, ainda não há um calendário objetivo que garanta a imunização contra a Covid-19 para toda a população ainda em 2021.

"Acreditamos que a partir de fevereiro, a Fiocruz poderá também produzir essas vacinas. Poderemos receber nas próximas semanas pouca quantidade de doses importadas da Índia. Mas, infelizmente, não há um calendário claro, uma agenda de imunização e logística capaz de garantir imunização para toda a população neste ano", afirmou. 

Nésio Fernandes

Secretário de Saúde do ES

"Seguimos lutando para que o país adquira outras vacinas"

"É importante negociar com os russos, com a Pfizer, que seja aberta uma negociação franca e explícita com a Jansen e até com a Sinopharm e outras soluções. Porque o Brasil precisa garantir a vacinação da população adulta e idosa ainda este ano. E rápido, porque a cada dia que não alcançamos a imunidade segura, mais vidas vão ser perdidas", declarou Nésio.

Idosos com 75 anos ou mais farão parte do segundo grupo a ser vacinado contra o novo coronavírus, no Espírito Santo. De acordo com o governador Renato Casagrande (PSB), a ordem segue o que foi estabelecido pelo plano nacional de imunização. Ele apontou ainda que existe a possibilidade de esse público já receber a dose do primeiro lote da Coronavac, que chegou ao Estado nesta segunda-feira (18).

O primeiro lote com a vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, chegou nesta segunda-feira (18) ao Espírito Santo. Ele foi transportado por um avião da Azul Linhas Aéreas. A aeronave pousou por volta das 18h20 no Aeroporto de Vitória.

A Gazeta integra o

Saiba mais
SESA Coronavírus Coronavírus no ES nesio fernandes Vacina Campanha de vacinação Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.