ASSINE

Covid-19: segunda dose da vacina será aplicada entre 14 e 28 dias no ES

O governador Renato Casagrande afirmou que a vacina da Coronavac requer duas aplicações; primeiro lote de 101 mil vacinas contempla as duas doses para 48 mil pessoas

Vitória
Publicado em 18/01/2021 às 23h34
Governador Renato Casagrande observa profissional da saúde ser vacinada contra Covid-19 no Hospital Dr. Jayme Santos Neves
Governador Renato Casagrande observa profissional da saúde ser vacinada contra Covid-19 no Hospital Dr. Jayme Santos Neves. Crédito: Carlos Alberto Silva

As próximas doses da vacina contra o coronavírus serão aplicadas em um período de 14 a 28 dias a partir desta segunda-feira (18), quando a técnica em Enfermagem Iolanda Brito se tornou a primeira imunizada do Espírito Santo. A informação foi confirmada pelo governador do Estado, Renato Casagrande, durante a cerimônia de início do plano de vacinação, no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra.

Casagrande ressaltou que a vacina da Coronavac, desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o instituto Butantan e que está sendo utilizada para iniciar o Plano Nacional de Imunização (PNI), requer duas aplicações. O governador destacou que, neste primeiro lote de cerca de 101 mil doses enviados ao Espírito Santo, 48 mil capixabas devem ser vacinados com as duas doses.

Renato Casagrande

Governador do Espírito Santo

"Temos as duas doses. A segunda será aplicada entre 14 e 28 dias. Só neste lote de 101 mil que está aqui no Estado, já temos as duas doses para vacinar 48 mil pessoas. A vacina Coronavac exige duas doses. Por isso que quem vacina tem que cadastrar nome, endereço, tudo certinho"

O governador ainda explicou que, neste primeiro momento, as vacinas serão aplicadas apenas através do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele afirmou também que o Estado seguirá o Plano Nacional de Imunização (PNI), que prioriza grupos como profissionais da Saúde, idosos, pessoas com deficiência e indígenas. Segundo Casagrande, não há previsão de vacinar as pessoas saudáveis e mais jovens.

"Só o SUS aplicará a vacina. Neste momento, não há imunizadores para as empresas privadas. Vamos seguir com muita lealdade o Plano Nacional de Imunização (PNI), que considera grupos prioritários", alegou o governador.

De acordo com o Ministério da Saúde, ao todo, serão 48.246 contemplados no Espírito Santo no início da campanha de imunização, totalizando 96.492 doses. Fazem parte do primeiro grupo 42.273 profissionais da área da saúde, 2.793 indígenas, 2.970 idosos que moram em casas de repouso e 210 pessoas com deficiência que vivem em instituições.

"Se sobrar alguma vacina dessas, já vai para os idosos. A outra leva que chegar já será para os idosos acima de 75 anos. Vamos executar aqui ao pé da letra o plano nacional de imunização", afirmou Casagrande durante evento de lançamento da campanha estadual de imunização, na noite desta segunda, no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra.

NÃO HÁ GARANTIA DE QUE TODA A POPULAÇÃO SERÁ VACINADA ESTE ANO

Apesar da expectativa da chegada ao Brasil de 2 milhões de doses de vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca, e de que a partir de fevereiro a Fiocruz poderá também produzir vacinas no país, o secretário de Estado da Saúde Nésio Fernandes afirmou que ainda não há uma agenda de imunização para toda a população neste ano.

“Infelizmente não há um calendário claro, uma agenda de imunização e logística capaz de garantir imunização para toda a população. Seguimos lutando para que o país adquira outras vacinas, que negociem com os russos, com a Pfizer, que seja aberta uma negociação clara com a Jansen, para que possamos garantir a vacinação da população adulta e idosa ainda este ano. E rápido, porque a cada dia que não alcançamos a imunidade segura, mais vidas vão ser perdidas”, destacou Nésio.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Renato Casagrande Governo do ES Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo Vacina Campanha de vacinação Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.