ASSINE

Menina de 10 anos estuprada no ES pode trocar de nome e de endereço

A criança, que foi vítima de estupro no município de São Mateus, no Norte do Estado, poderá receber apoio do governo do ES pelo período de quatro anos

Publicado em 19/08/2020 às 08h42
Atualizado em 19/08/2020 às 11h49
Sofá com urso
Criança estuprada pode ter nova casa. Crédito: Pixabay

A menina de 10 anos que foi estuprada pelo tio no município de São Mateus, na Região Norte do Espírito Santo, pode receber apoio do governo do Estado e ser incluída no Programa de Apoio e Proteção às Testemunhas, Vítimas e Familiares de Vítimas da Violência (Provita). As informações foram divulgadas pelo Bom Dia Espírito Santo, da TV Gazeta.

O crime foi descoberto no dia 7 de agosto, quando a criança deu entrada no Hospital Roberto Silvares, em São Mateus. Segundo a Polícia Civil, o principal suspeito de cometer o crime é o tio da vítima, que foi preso nesta terça-feira (18), na cidade de Betim, em Minas Gerais.

O objetivo do programa é proteger testemunhas e vítimas de crimes que estejam coagidas ou expostas à grave ameaça em razão de colaborarem com a investigação ou processo criminal. O caso envolvendo a criança se tornou um dos assuntos mais comentados do país nos últimos dias por conta da divulgação dos crimes cometidos contra ela.

A ideia é garantir a integridade física e psicológica tanto de vítimas como de testemunhas de crimes de violência.

São Mateus
O Conselho Tutelar de São Mateus está acompanhando o caso da criança grávida na cidade. Crédito: Reprodução/Google Maps

PROGRAMA DE PROTEÇÃO

De acordo com informações apuradas pela TV Gazeta, a criança e alguns familiares poderão receber novos documentos de identidade e novo endereço. Após serem incluídas no programa, a própria equipe de profissionais se encarrega de providenciar uma casa, em local diferente do que a menina reside, com aluguel pago pelo governo. Além disso, a família será beneficiada com uma ajuda de custo pelo período de quatro anos.

A guarda da criança está com a avó, que acompanhou a menina no Recife (PE), onde a gravidez foi interrompida com autorização da Justiça. Segundo a TV Gazeta, a mãe da criança morreu e o pai está preso.

A informação se a família aceitou ou não ser incluída no programa ainda não foi divulgada.

Suspeito de estuprar menina de 10 anos chegando ao Dml, em Vitória. O suspeito foi preso na cidade de Betim/MG e encaminhado para o Dml.
Preso acusado de estuprar a sobrinha de 10 anos em São Mateus. Crédito: Vitor Jubini

SUSPEITO JÁ DEU ENTRADA EM PRESÍDIO

Suspeito de estuprar e engravidar a sobrinha de apenas 10 anos, o tio da vítima deu entrada no sistema prisional capixaba por volta das 19h desta terça-feira (18). Ele ficará detido em uma unidade destinada à custódia de autores de crimes sexuais, na Penitenciária de Vila Velha V, que faz parte do Complexo de Xuri.

As informações foram passadas pela Secretaria Estadual de Justiça (Sejus), por meio de nota, após questionamento de A Gazeta. Responsável pela administração dos presídios do Espírito Santo, a pasta garantiu que "os procedimentos adotados seguem o previsto em portaria e na lei de execuções penais".

Foragido desde o último dia 12 de agosto, o homem de 33 anos acabou detido durante essa madrugada na cidade de Betim, em Minas Gerais. De acordo com a Polícia Civil, ele estava na casa de parentes e se entregou com medo de ser linchado. Na tarde desta terça-feira (18), ele foi encaminhado ao Departamento Médico Legal (DML), em Vitória.

O caso ficou conhecido no último dia 7 de agosto, quando a menina se dirigiu a um hospital estadual em São Mateus. Grávida devido aos estupros, a vítima contou que era abusada há quatro anos. Levada para o município de Recife (PE), a criança teve a gravidez interrompida no último domingo (16).

Com informações de Danielle Cariello, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais
Polícia Civil São Mateus Governo do ES Abuso em São Mateus estupro estupro de vulnerável são mateus ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.