ASSINE

Mais da metade dos hospitais do ES sem leitos de UTI para Covid-19

Dos 32 hospitais do Espírito Santo - entre os públicos, filantrópicos e os privados onde o Estado compra leitos -, apenas 15 ainda têm leitos de terapia intensiva disponíveis

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 29/03/2021 às 19h52
Atualizado em 29/03/2021 às 19h52
ES espera ampliar a oferta de leitos de UTI para pacientes com Covid nas próximas semanas
ES espera ampliar a oferta de leitos de UTI para pacientes com Covid nas próximas semanas. Crédito: Hélio Filho/Secom-ES

Dos 32 hospitais do Espírito Santo - entre os públicos, filantrópicos e os privados onde o Estado compra leitos -, em mais da metade deles já não há vagas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para o tratamento de pacientes com a Covid-19. Dos 867 leitos nesta modalidade que o Estado oferece, apenas 50 estavam disponíveis na tarde desta segunda-feira (29).

A escassez de leitos atinge as seguintes unidades:

  1. HOSPITAL ESTADUAL ALCEU MELGAÇO FILHO
  2. HOSPITAL GERAL DE LINHARES 
  3. HOSPITAL RIO DOCE 
  4. HOSPITAL MATERNIDADE SILVIO AVIDOS 
  5. SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE COLATINA
  6. HOSPITAL ESTADUAL DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA - HEUE
  7. HOSPITAL ESTADUAL DE VILA VELHA 
  8. HOSPITAL EVANGÉLICO DE VILA VELHA
  9. HOSPITAL MADRE REGINA PROTMANN
  10. HOSPITAL SANTA MÔNICA
  11. HOSPITAL SÃO CAMILO
  12. HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CASSIANO ANTONIO DE MORAES (HUCAM)
  13. HOSPITAL VITÓRIA
  14. SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE VITÓRIA
  15. VILA VELHA HOSPITAL 
  16. HOSPITAL EVANGÉLICO DE ITAPEMIRIM
  17. SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE GUAÇUI

A taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivos para a Covid-19, no Espírito Santo, chegou a 94,23%. A Região Norte é onde ocorre a maior ocupação, com taxa de 98.48%, seguida pela Região Metropolitana, com 94,55%; pela Região Sul, com 92,09%; e pela Região Central, com 92%.

O cenário é registrado no dia em que o Espírito Santo bateu, mais uma vez, recorde de pessoas internadas devido ao novo coronavírus. Nesta segunda-feira (29), a rede pública hospitalar registrou 1.531 pacientes internados – o maior número de toda a pandemia e o segundo dia consecutivo em que o nível se mantém acima dos 1.500.

Nesta data, o Estado também registrou recorde de indivíduos assistidos em enfermarias: são 713 leitos ocupados. É a primeira vez que o patamar de 700 é ultrapassado desde março do ano passado. Os dados são do Painel de Ocupação de Leitos Hospitalares, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Também foram registrados 89 mortes no Espírito Santo nesta segunda-feira (29), totalizando 7.367 óbitos provocados pelo coronavírus desde o início da pandemia, em março de 2020. Esse é o maior número de óbitos divulgado em um intervalo de 24 horas , no Estado. Os dados são do Painel Covid-19, ferramenta da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

LIMITE PARA ABERTURA DE NOVOS LEITOS

Em vários dos hospitais onde hoje faltam vagas, já foram abertos novos leitos, que rapidamente foram ocupados. É o caso do Hospital estadual de Urgência e Emergências (HEUE), o antigo São Lucas. Uma medida que já está chegando ao limite, informou o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, em entrevista nesta segunda-feira (29).

"Estamos próximos da quantidade limítrofe da expansão de leitos. Pedidos para que o SUS (Sistema Único de Saúde) possa receber pacientes da rede privada também têm ocorrido com maior frequência que nas últimas semanas. A rede hospitalar capixaba encontra-se extremamente pressionada", revelou o secretário.

E a expectativa é de que a situação possa se agravar nos próximos dias, quando deve ser registrada a maior média móvel de óbitos de toda a pandemia. Segundo ele, a curva de casos do novo coronavírus segue em aceleração.

"Nós vivemos uma situação extremamente crítica. A cada semana que passa, o Espírito Santo não estabiliza o comportamento da doença. O número de casos e de pessoas internadas continua crescendo", destacou o secretário.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.