ASSINE

ES bate recorde e ultrapassa marca de 1,5 mil internados por Covid-19

Nesta segunda-feira (29), o Estado registrou 1.531 pacientes internados na rede pública em leitos destinados ao tratamento da doença. Número também é o mais alto nas enfermarias: 713

Publicado em 29/03/2021 às 16h05
Primeiro paciente vindo de Rondônia que chegou neste domingo, às 14h, no Aeroporto de Vitória. O paciente foi transferido para o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves.
De acordo com a Sesa, Samu chegou a fazer 160 remoções de pacientes em apenas um dia neste mês de março. Crédito: Helio Filho/Secom ES

Espírito Santo bateu, mais uma vez, recorde de pessoas internadas devido ao novo coronavírus. Nesta segunda-feira (29), a rede pública hospitalar registrou 1.531 pacientes internados – o maior número de toda a pandemia e o segundo dia consecutivo em que o nível se mantém acima dos 1.500.

Nesta data, o Estado também registrou recorde de indivíduos assistidos em enfermarias: são 713 leitos ocupados. É a primeira vez que o patamar de 700 é ultrapassado desde março do ano passado. Os dados são do Painel de Ocupação de Leitos Hospitalares, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Em relação aos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), o Espírito Santo registrou 818 pacientes internados nesta segunda-feira (29) – três a menos que no último domingo (28), data do atual recorde do Estado. No entanto, vale destacar que este é o terceiro dia consecutivo que este número se mantém acima de 800.

Apesar da pequena oscilação, que faz parte da rotina de internações no sistema de saúde, a taxa de ocupação das UTIs está em 94,35%. Ou seja, continua acima do nível considerado crítico pelo governo do Estado e que serviu de base para a adoção da quarentena há cerca de dez dias.

EVITAR O COLAPSO NO PIOR MOMENTO DA PANDEMIA

Diante da alta de internações, de casos e de óbitos na pandemia, o governador Renato Casagrande endureceu ainda mais as medidas de restrição no Estado. Entre as restrições anunciadas, está a suspensão do transporte público por uma semana e a prorrogação da quarentena até o próximo domingo (4).

O objetivo é diminuir a circulação das pessoas e reduzir a transmissão do novo coronavírus, que foi classificada como "galopante" por Rodrigo Rodrigues, coordenador-geral do Laboratório Central do Espírito Santo (Lacen-ES). Esse ritmo inclui a variante britânica, que é mais letal e infecciosa que as demais.

Renato Casagrande

Governador do Espírito Santo, em 25/03/2021

"Tenho dito que estamos conseguindo estar um passo à frente da doença, mas ela já está alcançando o nosso calcanhar. Se continuar assim, podemos ficar sem leitos"

No pronunciamento desta segunda-feira (29), o secretário Nésio Fernandes alertou que a curva de casos segue em aceleração, que a situação atual é "extremamente crítica" e que a expansão de leitos já está próxima de alcançar a capacidade máxima, tanto nos hospitais públicos, quanto nos particulares e filantrópicos.

expectativa do Estado é chegar a 900 leitos de UTI ainda nesta semana, todos no Sistema Único de Saúde (SUS) e destinados exclusivamente aos casos da Covid-19. No final de semana, o governo anunciou o aumento do valor da diária paga por cada vaga intensiva, como última tentativa de garantir o acesso a todos os pacientes.

VACINAÇÃO É ALIADA

Além das restrições impostas à população e ampliação da rede hospitalar, o Espírito Santo tem adotado medidas para acelerar a vacinação, para reduzir os efeitos da pandemia. Entre elas, está a antecipação da distribuição de vacinas para serem usadas como primeira dose em idosos e a decisão de imunizar trabalhadores da saúde e da segurança pública com a reserva técnica.

Também nesta segunda-feira (29), o secretário de saúde Nésio Fernandes adiantou que há expectativa de que a campanha acelere nos meses de maio de abril, devido ao recebimento de mais doses do Ministério da Saúde e das negociações de compra direta com os próprios laboratórios que fabricam as vacinas contra a Covid-19.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Renato Casagrande Governo do ES SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes Pandemia Vacinas contra a Covid-19 Quarentena no es

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.