ASSINE

Lutador de jiu-jítsu desaparece após entrar em cachoeira de Castelo

Segundo amigos, Felippe Gussão entrou na água por volta do meio-dia desta segunda-feira (12) e desapareceu. As buscas continuam nesta terça-feira (13)

Felippe Gussão em comeptição de jiu-jítsu. Crédito: Reprodução/Rede Social
Felippe Gussão em comeptição de jiu-jítsu. Crédito: Reprodução/Rede Social

O jovem de Castelo, Felippe Gussão, 32 anos, está desaparecido desde a tarde desta segunda-feira (12), enquanto tomava banho na cachoeira do Bambuzal, em Castelo, no Sul do Espírito Santo. O jovem é muito conhecido na região, principalmente entre os praticantes de jiu-jítsu, esporte que é adepto e participa de diversas competições no Estado.

De acordo com amigos próximos a Felippe, ele e um grupo de praticantes de jiu-jítsu de Castelo foram para a cachoeira do Bambuzal após um treino. Por volta do meio-dia, o jovem teria entrado na cachoeira e, de acordo com amigos, foi arrastado pela correnteza e não voltou mais.

RESGATE

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ao chegar no local, iniciaram as buscas na área indicada, seguindo o percurso da água por aproximadamente 1 quilômetro. Como não conseguiram localizar Felippe, fizeram contato com o Centro de Operações do Corpo de Bombeiros (Cobom) para acionar a equipe de mergulho.

Buscas estão sendo realizadas pelo Corpo de Bombeiros
Equipe de mergulhadores realizam buscas. Crédito: Corpo de Bombeiros

Os mergulhadores se deslocaram para Castelo com a aeronave do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Secretaria da Casa Militar (Notaer) e iniciaram os trabalhos na cachoeira, inclusive nos locais de refluxo e quedas d'água. As buscas seguiram até as 19h30, porém devido ao local não haver iluminação, as buscas foram paralisadas.

Na manhã desta terça-feira (13), o Corpo de Bombeiros informou que as equipes retornaram ao local para continuar as buscas ao jovem. O caso está sendo tratado como óbito por afogamento e, segundo os Bombeiros, a probabilidade é que o corpo tenha derivado rio abaixo e buscas superficiais já são mais adequadas para o caso.

*Com informações de Priciele Venturini, da TV Gazeta Sul

Correção

13 de Abril de 2021 às 12:04

Uma versão anterior desta matéria afirmava, erroneamente, que o lutador é de Cachoeiro de Itapemirim. A informação foi corrigida.

Bombeiros Castelo castelo ES Sul

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.