Deslizamentos de terra destroem plantações de café em Castelo

Produtores rurais passaram este domingo (21) contabilizando os prejuízos após a chuva forte que atingiu a região

Publicado em 21/02/2021 às 19h04
Atualizado em 21/02/2021 às 19h04
moradores do interior sofrem prejuízos no campo
Plantações de café foram destruídas no interior de Castelo. Crédito: João Vitor Magnago

Moradores do interior do município de Castelo, no Sul do Espírito Santo, passaram o domingo (21) contabilizando os prejuízos causados pela chuva forte da noite de sábado (20). Deslizamentos de terra e pedras devastaram parte de plantações de café. A prefeitura foi acionada para ajudar na limpeza e reabertura de estradas.

O agricultor da localidade de Mundo Novo, João Vitor Magnago, disse que um deslizamento em sua propriedade, que fica a 11 quilômetros da sede, trouxe prejuízos estimados em pelo menos R$ 50 mil. “Perdi muito café. Meu café na baixada estava recém-plantado e arrancou quase tudo, a irrigação foi parar longe. Um estrago terrível”, lamentou o agricultor.

Prejuízo na comunidade de Mundo Novo . Crédito: João Vitor Magnago
Prejuízo na comunidade de Mundo Novo . Crédito: João Vitor Magnago

Perto dali, na localidade de Sombra da Tarde, moradores também ficaram impressionados com a devastação após o temporal. Cristina Cezati Pena, de 74 anos, mora em Estrela do Norte, distrito próximo. Ela conta que foi até  Sombra da Tarde, onde  tem parentes na manhã deste domingo (21) e se assustou.

“Graças a Deus não afetou as casas, mas chorei quando vi. Estamos chocados com o que aconteceu por lá. Nunca tinha visto tanto estrago. Meu genro perdeu uns 4 mil pês de café”, contou.

Plantões de café foram perdidas na comunidade de Sombra da Tarde. Crédito: Joyce Pena
Plantões de café foram perdidas na comunidade de Sombra da Tarde. Crédito: Joyce Pena

Limpeza

Segundo o prefeito, João Paulo Nali, desde a manhã deste domingo (21) equipes trabalham para a limpeza das regiões de Sombra da Tarde, Mundo Novo, Estrela do Norte e proximidades. A Rodovia ES 491 (que interliga os distritos de Aracuí a Estrela do Norte) ficou interditada pela queda de barreiras e foi liberada no início da tarde, com apoio do Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER).

“Às 16h encerramos os trabalhos emergenciais para retomada amanhã (segunda-feira, 22) às 6h. Também faremos uma publicação para darmos ciência à população acerca dos acontecimentos e das medidas que serão tomadas para reconstruir as estradas rurais destruídas nesse período”, afirmou o prefeito.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.