ASSINE

Internados no ES: 12% das pessoas em ventilação mecânica têm entre 18 e 44 anos

Situação do Espírito santo difere de outros estados brasileiros onde o volume de pessoas mais jovens, sem comorbidades, internadas com a Covid-19 chega a ser quase o dobro

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 08/03/2021 às 17h54
Novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com respirador no Hospital Jayme Santos Neves, na Serra.
Novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com respirador no Hospital Jayme Santos Neves, na Serra. . Crédito: Reprodução/TV

No Espírito Santo oscila em torno de 12% o volume de pacientes internados com o auxílio de ventilação mecânica no tratamento contra a Covid-19 com idades que variam entre 18 a 44 anos e que não apresentam nenhum tipo de comorbidade ou doença pré-existente. Uma situação que diverge de outros estados brasileiros, como relatou o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

Em pronunciamento realizado na tarde desta segunda-feira (08), Nésio relatou que em outros estados brasileiros há um crescimento rápido da curva de casos de pacientes nesta idade que dependem de máquinas para ajudá los a respirar.

“Diferente de outros estados, no Espírito Santo o comportamento da internação de pessoas mais jovens ainda não foi observado numa proporção significativa, está em 12%. Em outros estados chega a ser quase o dobro, oscilando entre 20% a 22%”, acrescentou.

É o que ocorre em estados como São Paulo, Santa Catarina, Maranhão, Pará, onde a internação de pacientes não idosos, sem comorbidades, tem sido mais frequentes. “E na grande maioria os casos atendidos são identificados como Covid-19”, explica Nésio.

INTERNAÇÕES NA REDE PRIVADA

De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, na rede pública a ocupação de leitos de UTI é de 79%. Já na rede privada, com modelo de gestão é diferente, mas informação mais atual é de que existem 371 pacientes internados em UTI.

“Nós não temos filas para internação por falta de leitos, como é a realidade de muitos brasileiros. Nossa internação tem a espera apenas de avaliação do paciente. O percentual de internações entre crianças, jovens, adultos e idosos se mantém praticamente a mesma desde o início da pandemia", revela Reblin.

SESA Coronavírus no ES Covid-19 Vacinas contra a Covid-19

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.