ASSINE

Homenagem a quem partiu e convite solidário marcam Missa de Encerramento

Durante homilia no Campinho do Convento, o arcebispo da Arquidiocese de Vitória, Dom Dario Campos, conclamou os fiéis a seguirem o exemplo de Maria nestes tempos difíceis de pandemia

Publicado em 12/04/2021 às 19h32
Missa de encerramento da Festa da Penha de 2021 foi conduzida pelo Dom Dario, Arcebispo Metropolitano de Vitória.
Missa de encerramento da Festa da Penha de 2021 foi conduzida por Dom Dario, Arcebispo Metropolitano de Vitória. Painel ao fundo representa multidão de fiéis em anos anteriores. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Homenagens às vítimas da Covid-19 e às pessoas que partiram, além do convite solidário para ajudar quem tem fome, marcaram a Missa de Encerramento na Festa da Penha nesta segunda-feira (12), que foi transmitida pela TV Gazeta e pelo G1 diretamente do campinho do Convento.

A celebração começou por volta das 17 horas e foi presidida pelo arcebispo da Arquidiocese de Vitória, Dom Dario Campos, que conclamou os fiéis a seguirem o exemplo de Maria nestes tempos difíceis de pandemia. A homilia, baseada na anunciação do anjo Gabriel à Virgem, no Livro de Lucas, abordou os gestos concretos de compaixão da mãe de Jesus, levando aos corações a alegria do Evangelho.

“Que nossas comunidades eclesiais de base deixem-se inspirar pelo cântico de Maria, que revela a missão da Igreja como comunicadora da boa notícia da salvação (...). Que sejamos uma Igreja inspirada na atitude da Virgem, uma Igreja samaritana, compassiva e atenta às necessidades dos mais pobres e excluídos”, enfatizou Dom Dario. Ele prosseguiu com sua palavra desejando “que o nosso olhar seja iluminado pela presença do Ressuscitado e que nossas mãos sejam sempre operosas e disponíveis para assistir os que mais precisam”.

Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021

Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento. Adessandro Reis
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento. Adessandro Reis
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento. Adessandro Reis
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento. Márcio Facco
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento. Fabrício Saiter/ Divulgação/ Organização Festa da Penha
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento. Fabrício Saiter/ Divulgação/ Organização Festa da Penha
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento. Fabrício Saiter/ Divulgação/ Organização Festa da Penha
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento. Fabrício Saiter/ Divulgação/ Organização Festa da Penha
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento
Missa de Encerramento da Festa da Penha 2021, no Campinho do Convento

CAMPANHA CONTRA A FOME

Antes da mensagem do arcebispo, o padre Kelder Brandão, vigário episcopal para a Ação Social, Política e Ecumênica da Arquidiocese, incentivou a ajuda solidária durante o lançamento da Campanha Pão e Paz, que fez parte da celebração.

“Nesta pandemia em que estamos vivendo, a pior contaminação é a que nos torna indiferentes por aqueles que sofrem. Quase 20 milhões de brasileiros e brasileiras passam fome diariamente. Muitos outros não têm acesso à quantidade e à qualidade de alimento necessário para uma família. Enquanto houver um único brasileiro com fome, a ação contra a fome e pela inclusão social precisa ser permanente, contínua e incansável. Por isso, estamos nesta noite santa lançando a campanha, convidando você a participar da rede permanente de doadores”, destacou o pároco.

Padre Kelder complementou que os fiéis podem contribuir com outras campanhas, nas comunidades católicas e nas igrejas irmãs do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic) do Brasil.

“Queremos contribuir com uma grande rede de ações contra a fome, contra todas as formas de carência e injustiça que afetam o povo santo de Deus. O Brasil está precisando de alegria, de pão e paz”, disse ele, explicando que os interessados em aderir à iniciativa recém-lançada podem acessar o site da Arquidiocese (www.aves.org.br/doacao/), ou da campanha (pazepão.com.br) para fazer as contribuições financeiras às famílias necessitadas.

HOMENAGEM A QUEM PARTIU

A Missa de Encerramento foi pontuada por outros momentos emocionantes. O encontro no campinho foi também a Missa de Sétimo Dia em homenagem ao fundador da Rede Gazeta, Cariê Lindenberg, que morreu no dia 6 de abril, aos 85 anos, em virtude de uma pneumonia.

“Uma saudação particular ao nosso querido Cariê. Nosso irmão Lindenberg, a pedido de Dom João [Batista da Mota e Albuquerque], arcebispo da época, permitiu pela primeira vez a transmissão da Santa Missa pela TV Gazeta. Desejo também manifestar nosso sincero reconhecimento pelas inúmeras realizações de seu Cariê, colocando humildemente nas mãos do Pai todo o trabalho que ele realizou. Trazemos também aqui no altar as pessoas dos nossos irmãos que foram para a casa do Pai e eram da Arquidiocese de Vitória: padre José, padre Kleber e frei Luiz, e também ao grande articulador da Campanha Paz e Pão, Milton Simonette, vítima da Covid-19”, declarou o arcebispo, lembrando-se ainda dos trabalhadores de saúde.

Ao fim da celebração, o vigário provincial frei Gustavo Medella comandou uma homenagem “aos três homens valentes” do Convento. “Eles seguraram todas as demandas do povo, animaram o povo, mesmo com o coração partido pela morte do irmão que convivia com eles. Mas nem por isso deixaram se abater. Seguiram aquele ditado: ‘Quando soube da dor do meu irmão, guardei a minha no bolso e fui ao encontro da dor dele’”, afirmou o frade.

A homenagem era para os freis Pedro Oliveira, Alessandro Dias e Pedro Hengel, três dos seis frades do Convento. Os outros três foram acometidos pela Covid. Um deles, o frei Luiz Flávio Adami, morreu na última quinta-feira.

O frei Pedro de Oliveira aproveitou para anunciar a data da próxima Festa da Penha. A edição de 2022 será promovida de 17 a 25 de abril. “E com toda a certeza, com uma outra roupagem, mas sempre com a marca da fé e da esperança. Gratidão, muito obrigado por fazerem parte da vida e da missão do Convento da Penha.”

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.