ASSINE

Grande Vitória abre agendamento para vacinar adolescentes entre 12 e 17 anos

Vacinação para adolescentes com mais de 12 anos sem comorbidades foi anunciada pelo secretário estadual de Saúde no domingo (19). Governo do ES se baseia na autorização da Anvisa, que permite vacinação com uso do imunizante da Pfizer

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 20/09/2021 às 15h06
Vacina AstraZeneca
Três cidades da Grande Vitória abrem nesta segunda-feira agendamento para adolescentes. Crédito: Ricardo Medeiros

Três cidades da Grande Vitória iniciam nesta segunda-feira (20) o agendamento para a vacinação contra a Covid-19 para adolescentes entre 12 e 17 anos sem comorbidades. Cariacica abriu o agendamento a partir das 14h, pelo site do Vacina e ConfiaVitória abre a agenda às 16h, pelo site do governo e pelo aplicativo do Vitória Online; enquanto a Serra disponibilizará doses para pessoas com mais de 15 anos sem comorbidade a partir das 18h desta segunda-feira, com a marcação pelo site da prefeitura.

Em Cariacica, serão abertas nesta segunda-feira 8 mil doses, incluindo aqueles que ainda não tomaram a segunda dose de Astrazeneca e idosos com mais de 60 anos que receberam a segunda dose há cinco meses ou mais, além dos adolescentes.

Já em Vitória será disponibilizado o agendamento para 6.100 vagas, para adolescentes com ou sem comorbidades, gestantes, puérperas e lactantes.

Na Serra, serão ofertadas 6.595 doses com vagas tanto para D1 quanto para D2, incluindo adolescentes a partir de 12 anos sem comorbidades, pessoas com deficiência ou comorbidades entre 12 e 17 anos; pessoas sem comorbidades com mais de 15 anos; gestantes; puérperas e outras pessoas que não tomaram a segunda dose de Coronavac, AstraZeneca e Pfizer.

Em Vila Velha, a prefeitura municipal informou que não recebeu as doses para esta faixa etária até a manhã desta segunda-feira.

A vacinação de pessoas com menos de 18 anos de idade foi mantida no Estado mesmo após uma nota técnica do Ministério da Saúde recomendando que os mais jovens não fossem vacinados. O governo estadual se debruça sobre a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que permitiu o uso do imunizante Pfizer na vacinação de crianças e adolescentes.

Também nesta segunda-feira, a Pfizer e a BioNTech, emitiram um comunicado reafirmando os testes de eficácia da vacina, que se mostrou segura e robusta na imunização de crianças de 5 e 11 anos. A vacinação, até então, estava disponível apenas para menores de 18 anos que tivessem alguma comorbidade ou deficiência.

No sábado (18), o Estado recebeu a primeira remessa de 200 mil doses de Coronavac, compradas com recursos estaduais, sem intermediação do Ministério da Saúde. Essas doses, segundo o governo estadual, serão destinadas ao público adulto, de forma que "libere" mais doses de Pfizer para a terceira dose dos mais idosos, com mais de 70 anos, e para os adolescentes.

VITÓRIA

CARIACICA

SERRA

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.