ASSINE

Fundão e Bom Jesus são classificados como alto risco e terão comércio fechado

Municípios ultrapassaram o coeficiente de 59 casos confirmados de coronavírus para cada 100 mil habitantes e deverão seguir protocolos mais restritivos

Publicado em 25/04/2020 às 16h16
Prefeitura de Fundão
Município de Fundão também passou a ser considerado de "risco alto" para coronavírus. Crédito: Bernado Coutinho/Arquivo

Os municípios de Fundão, na Região Metropolitana de Vitória, e de Bom Jesus do Norte, no Sul do Estado, passaram a ser considerados como "risco alto" para transmissão de coronavírus no Espírito Santo, de acordo com a nova classificação feita no Mapa de Gestão de Risco, deste sábado (25). Com isso, essas cidades também deverão adotar medidas de restrição do comércio e prevenção no combate ao novo coronavírus a partir da próxima segunda-feira (27). Fundão tem 14 casos confirmados, e Bom Jesus do Norte registra 8.

Agora, ao todo, o Espírito Santo tem oito municípios enquadrados no risco alto: Alfredo Chaves, Bom Jesus do Norte, Cariacica, Fundão, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória. Nesses locais, fica permitido o funcionamento somente de estabelecimentos do comércio considerados essenciais e aqueles com autorizações especiais, como lojas de material de construção e de serviços automotivos. As lojas devem manter somente uma pessoa a cada 10 metros quadrados. Nos casos de descumprimento, estão sujeitos a multa.

Nesses municípios há ainda a determinação do uso de máscaras, o monitoramento de casos suspeitos e infectados, a implantação de barreiras sanitárias nos limites dos municípios e protocolos para a operação do transporte público.

Isso significa que os estabelecimentos comerciais considerados não essenciais, que puderam reabrir desde a última semana, terão que voltar atrás - nesses dois municípios -, sem poder funcionar. O governador Renato Casagrande (PSB) esclareceu que esta reavaliação será feita semanalmente.

O coeficiente médio do número de casos no Espírito Santo é de 39 casos confirmados para cada 100 mil habitantes (na semana passada, o coeficiente era de 23 casos). Os municípios de Fundão e Bom Jesus do Norte passaram para o "risco alto" por terem ultrapassado o coeficiente de 59 casos, já que em Fundão o coeficiente é de 67 para cada 100 mil habitantes e em Bom Jesus do Norte é de 80 para cada 100 mil.

Já Venda Nova do Imigrante passou de risco baixo para "moderado", pois registrou 40 casos confirmados para cada 100 mil habitantes, coeficiente de incidência superior à média estadual. Os municípios de Aracruz, Apiacá e São José do Calçado passaram da classificação de "risco baixo" para "moderado" por fazerem limite com municípios em risco alto.

Já os municípios considerados com "risco baixo" agora são 56.

Casagrande reforçou a importância dos cuidados da população nesses municípios. "É um sistema de responsabilidade individual, para que juntos, vire uma responsabilidade coletiva. Devem isolar as pessoas de risco, manter o isolamento social, ficando em casa. Se tiver que sair, manter o distanciamento e não aglomerar em hipótese alguma. Estamos entrando no mês de maio, a nossa primeira onda pode estar chegando ao topo, e depois podemos ter outras, enquanto não tiver vacina e tratamento. O que é importante é que a gente mantenha o conceito do isolamento, da não interação."

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.