ASSINE

Santa Maria de Jetibá registra primeira morte por Covid-19

Primeira vítima no município da Região Serrana é uma mulher de 52 anos, cunhada do deputado estadual Sergio Majeski

Publicado em 25/04/2020 às 14h12
Atualizado em 25/04/2020 às 14h12
O deputado estadual Sergio Majeski (PSB) com a cunhada Zenidalva Aparecida Corona Majeski, de 52 anos
O deputado estadual Sergio Majeski (PSB) com a cunhada Zenidalva Aparecida Corona Majeski, de 52 anos. Crédito: Arquivo familiar

A primeira morte por coronavírus do município de Santa Maria de Jetibá, na Região Serrana do Estado, foi confirmada neste sábado (25), pela prefeitura do município. A vítima estava internada no hospital Jayme Santos Neves, na Serra, com pneumonia severa. O caso divulgado pela prefeitura é o da cunhada do deputado estadual Sergio Majeski (PSB), Zenidalva Aparecida Corona Majeski, de 52 anos, conforme confirmado pelo parlamentar.

De acordo com o deputado, Zedinalva trabalhava no restaurante da família, que fica no município, e começou a apresentar os sintomas no domingo de Páscoa, 12 de abril, quando teve tosse e dor no corpo. Ela passou por um primeiro atendimento naquela semana, em um hospital da cidade, após os sintomas terem persistido, e também ter tido febre e dor de cabeça, mas foi feito somente um exame de sangue.

A comerciante não foi notificada como caso suspeito e nem passou pelos testes de coronavírus, segundo Majeski, e continuou a recuperação em casa.

Após a tosse ter persistido por mais de uma semana, e no domingo seguinte ela ter tido tosse com sangue, Zedinalva foi novamente ao hospital, quando passou pelo teste de Covid-19 e foi orientada a ir para casa, ficar em isolamento.

Na terça-feira (21), a comerciante sentiu uma piora no quadro, com falta de ar, buscou atendimento no hospital de Santa Teresa, e na madrugada seguinte, foi transferida para a UTI do hospital Jayme dos Santos Neves.

Ao chegar na UTI, Zedinalva estava necessitando de 70% da respiração mecânica, de acordo com Majeski. Com a evolução da doença, por três dias, faleceu na madrugada deste sábado (25), após sofrer paradas cardiorespiratórias.

Zedinalva tomava medicamento para controle da pressão arterial. segundo Majeski, as outras pessoas da família não registraram sintomas de Covid-19. O deputado lamentou o fato, e deixou um alerta para a população.

"Ela era praticamente uma irmã para mim, uma pessoa maravilhosa. As pessoas têm que perceber a gravidade de tudo isso, dos riscos. A gente nunca acredita que vai acontecer com alguém que é próximo, que a gente ama. Mas isso mostra que pode ser com qualquer um. Ela não era uma pessoa que estava transitando, em lugar com muita gente. Era caseira, saía muito pouco. Suspeitamos que tenha sido infectada por alguém assintomático. Por isso, lembro, temos todos que nos precaver", disse.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Santa Maria de Jetibá Coronavírus Coronavírus no ES Hospital Dr Jayme Santos Neves

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.