ASSINE

ES tem 12 cidades interessadas em consórcio para compra de vacinas

Prefeituras mostraram interesse na negociação direta dos imunizantes, poder que foi autorizado pelo STF e sancionado pelo presidente Bolsonaro. A capital Vitória segue fora da lista

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 15/03/2021 às 17h29
Vacina Coronavac
Vacinação com a Coronavac contra a Covid-19. Crédito: Carlos Alberto Silva

Pelo menos 12 cidades do Espírito Santo já manifestaram interesse em participar de um consórcio para a compra de vacinas contra a Covid-19. A iniciativa é da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e propõe ser um complemento caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), elaborado pelo Ministério da Saúde, não consiga suprir a demanda. A obrigação de adquirir imunizantes para a população é do governo federal, mas municípios, Estados e até regiões, como acontece no Nordeste, se articulam para garantir a vacinação em massa — estratégia para impedir o avanço do novo coronavírus.

A lista de cidades que manifestaram interesse, divulgada na sexta-feira (12), conta com AracruzCariacica, ColatinaIbatibaIbitirama, Itapemirim, LinharesMarataízesMucurici, Santa Maria de JetibáSerra e Venda Nova do Imigrante. São 12 municípios capixabas que se juntam a mais de 2.300 outras cidades de todo o Brasil em busca da vacina.

Municípios do ES estão em consórcio para compra de vacinas
Municípios do ES estão em consórcio para compra de vacinas. Crédito: Reprodução FNP

A iniciativa tem como base uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que concedeu autonomia aos municípios para a negociação direta, sem depender dos governos estaduais ou federal.

Entre as cidades que entraram recentemente na lista estão Colatina e Cariacica — a segunda da Grande Vitória a integrar o grupo.

A capital Vitória ficou de fora do consórcio que visa a compra de vacinas, segundo o prefeito Lorenzo Pazolini (Republicanos), por priorizar a aquisição pelos órgãos oficiais, como o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde.

Não há informações sobre o número de doses que essas cidades receberão, tampouco a verba utilizada na negociação direta.

Até a noite de domingo (14), cerca de 9,7 milhões de pessoas haviam sido vacinadas com a primeira dose, segundo o consórcio de veículos de imprensa. 3,5 milhões já receberam as duas doses, o que equivale a 1,69% da população brasileira. Amazonas é o Estado que vacinou a maior porcentagem da população. Mais de 8% dos cidadãos já tomaram a 1ª dose do imunizante.

366.820

Número de doses recebidas pelo Espírito Santo

No Espírito Santo, de acordo com o Painel Covid-19, mais de 222 mil pessoas já receberam a 1ª dose da vacina. O Estado recebeu doses das vacinas de Oxford e da Coronavac.

ALERTA SOBRE FALSOS FORNECEDORES

As Unidades da Federação e os municípios têm permissão para negociar diretamente a compra de vacinas. Apesar da liberação, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro na última quarta-feira (10), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, alerta para golpistas travestidos de fornecedores. Em coletiva de imprensa, Nésio afirmou que o governo do Estado atua para evitar que falsos imunizantes cheguem ao Espírito Santo.

Nésio Fernandes

Secretário de Estado da Saúde

"Recomendamos atenção para que todos façam a devida checagem dos fornecedores, dos distribuidores, e que tenham cautela porque todo o sistema de controle interno e externo hoje do país se mobiliza com atenção para poder identificar negociações de alto risco"

O secretário de Saúde ressaltou ainda que o Estado mantém negociações diretas com o setor industrial para garantir o acesso dos capixabas ao imunizante.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.