ASSINE

ES decide nesta sexta (9) se ônibus voltam a circular na próxima semana

Reunião da Sala de Situação de Emergência, marcada para esta sexta-feira (9), vai tratar do assunto. A suspensão total de circulação dos ônibus municipais, intermunicipais e interestaduais começou no último domingo de março

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 09/04/2021 às 13h11
Quarentena no ES: ônibus do Transcol começaram a circular com letreiro
Quarentena no ES: ônibus do Transcol circulam com letreiro "Especial Saúde". Crédito: Fernando Madeira

Na reunião desta sexta-feira (9) da Sala de Situação de Emergência, para tratar assuntos relacionados à pandemia do novo coronavírus, o governo do Estado deve definir sobre a circulação dos ônibus no Espírito Santo. A suspensão total de circulação dos ônibus municipais, intermunicipais e interestaduais ocorreu no último domingo de março.

A medida inicialmente valeria até o dia 4 de abril, mas o governador Renato Casagrande estendeu a suspensão para até segunda-feira (12). Casagrande classificou o transporte público como um foco de transmissão da Covid-19, o que, segundo ele, justificou a decisão de prorrogar a suspensão.

O governador afirmou que as linhas intermunicipais poderiam circular com capacidade reduzida em 50% e que os ônibus interestaduais também continuariam proibidos de trafegarem.

A reportagem de A Gazeta demandou a Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) para saber se a suspensão da circulação dos coletivos seria ou não mantida, e a resposta, por nota, foi que "a expectativa é que os ônibus voltem a circular no dia (12), próxima segunda-feira".

Durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira, o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, disse que a decisão sobre o transporte coletivo seria tomada "hoje na reunião da sala de situação".

NOTIFICAÇÃO DE CASOS SUSPEITOS

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, o governo estabeleceu uma tecnologia de notificação em tempo real de casos suspeitos e confirmados de Covid e, com isso, o cruzamento dos pacientes do transporte coletivo está em condições de funcionamento.

"Uma questão importante é que ao longo da pandemia, temos estabelecido contato direto com diversos secretários do país. Essa decisão deve ser tomada hoje na reunião da sala de situação", detalhou.

VARIANTE IDENTIFICADA EM MINAS GERAIS

Nésio afirmou que na última quinta-feira (8) esteve em contato com o secretário da Saúde de Minas Gerais, que afirmou que foi identificada no Estado mineiro a circulação da variante P1, ainda não detectada no Espírito Santo.

Com isso, o secretário do Estado capixaba expôs a preocupação quanto a possibilidade da variante chegar até o Espírito Santo.

"Preciso declarar que estudos e levantamentos feitos mostram a circulação da variante P1 nos municípios mineiros vizinhos ao Estado do Espírito Santo. Por conta da ausência de um controle de fronteiras, é possível que o Estado se torne vulnerável a circulação de outras variantes", afirmou.

Por ora, a orientação é de que os municípios capixabas façam uma testagem massiva. "Precisamos entender que a variante brasileira possui comportamento crítico na população jovem-adulta. Precisamos de atenção redobrada da sociedade capixaba", concluiu.

Espírito Santo Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes ônibus Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.